Notícias

PRORROGAÇÃO - 10 de maio de 2022 - Dossiê "Transmissão pessoa a pessoa: análises sociológicas da pandemia COVID-19"

2022-04-06

Submissões até: 10 de maio de 2022

Transmissão pessoa a pessoa: análises sociológicas da pandemia COVID-19

Organizadores: Emily Pingel e André Marega Pinhel

 

A emergência sanitária desencadeada pela pandemia da Covid-19 veio acompanhada de uma série de desafios para a pesquisa sociológica. Talvez o principal deles seja a demanda por análises realizadas no “calor” dos acontecimentos, implicando em descontinuidades e incertezas no processo interpretativo. Some-se a essa conjuntura analítica adversa as instabilidades políticas e econômicas que acompanharam a adoção de medidas de prevenção à disseminação da Covid 19. Todas as pandemias são de natureza social e a COVID-19 não é exceção, tornando as análises sociológicas ainda mais urgentes. Qual é o papel da sociologia na compreensão dessa crise de saúde pública?

Pesquisas preliminares indicam que certos grupos sociais estão mais vulneráveis aos agravos causados pela Covid-19, como negros e populações tradicionais (BAQUI et al, 2020). Embora a pandemia COVID-19 não tenha criado essas desigualdades sociais, ela ampliou e expôs sua dinâmica. Esses diferentes desfechos e experiências de saúde entre grupos durante a pandemia ressaltaram os apelos à saúde como um direito humano básico e universal. Uma abordagem sociológica que questiona o que sabemos (ou não sabemos) sobre a pandemia da COVID-19 nos oferece uma oportunidade para contextualizar esse evento reverberante e compreender as desigualdades que impulsionam seus efeitos.

Parece consenso que a pandemia da COVID-19 não fundou novas desigualdades sociais no acesso aos serviços de saúde, mas apenas potencializou iniquidades previamente estruturadas nas diferenças regionais e demográficas; desigualdades que devem ser enfrentadas para unificação nacional de um sistema de saúde público e universal. Ao mesmo tempo, a situação excepcionalidade sanitária chamou a atenção do debate público para fatores que até então eram pouco debatidos fora dos círculos especializados; com destaque para a subnotificação das informações, fenômeno que prevalece desde os exames epidemiológicos até a coleta de informações socioeconômicas dos pacientes. O pensamento sociológico pode contribuir para refletir sobre a coleta e disseminação dessas informações e para compreender os determinantes sociais que influenciam as desigualdades em saúde.

O objetivo do dossiê é agregar trabalhos que tratem dos impactos da pandemia da covid-19 para a pesquisa social em um sentido amplo. Aceitam-se, para tanto, trabalhos originais que abordem tanto discussões conceituais, propostas de esquema metodológico e análises de resultados empíricos de dados quantitativos ou qualitativos relacionados a pandemia. Aceitam-se também traduções de artigos publicados em periódicos estrangeiros que tratem da mesma temática. Os autores podem considerar abordar temas que incluem, mas não se limitam a: o papel das tecnologias digitais; equidade e os determinantes sociais da saúde; experiência coletiva e significado em uma pandemia; mudanças nas práticas organizacionais e trabalhistas; pandemias como eventos sociais; as raízes e efeitos políticos e econômicos no caminho do virus; e abordagens e inovações metodológicas para coleta e análise de dados relacionados ao COVID-19.

A Revista Plural convida todas e todos a submeterem artigos para o dossiê, com previsão de publicação no segundo semestre de 2022. Os manuscritos devem ser todos submetidos pela plataforma: revistas.usp.br/plural . As instruções gerais, normas e outras diretrizes relevantes podem ser conferidas no endereço  www.revistas.usp.br/plural/about/submissions. O material recebido será submetido à avaliação externa - processo de double-peer-blind-review. Para maiores informações, por favor, escreva-nos: plural@usp.br.

As contribuições devem ser feitas pelo site da Revista Plural, na guia "Submissões", selecionando a opção Dossiê: "Transmissão pessoa a pessoa: análises sociológicas da pandemia COVID-19".

Saiba mais sobre PRORROGAÇÃO - 10 de maio de 2022 - Dossiê "Transmissão pessoa a pessoa: análises sociológicas da pandemia COVID-19"

Edição Atual

v. 28 n. 2 (2021): Marxismo, Feminismo e a Teoria social
					Visualizar v. 28 n. 2 (2021): Marxismo, Feminismo e a Teoria social
Publicado: 2021-12-30

Edição completa

Nominata dos Pareceristas

Ver Todas as Edições