Análises de poder em disputa: Foucault e a virada pós-estruturalista nos Subaltern Studies

Autores

  • Camila Massaro de Góes Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-8099.pcso.2015.101364

Palavras-chave:

Estudos Subalternos, Foucault, Pós-Estruturalismo, Marxismo

Resumo

Os Subaltern Studies indianos surgiram no início dos anos 1980 com o objetivo de reescrever criticamente a história das classes subalternas na Índia, tendo como principal influência teórico-política o pensador italiano Antonio Gramsci. A partir de 1988 identificamos uma “virada pós-estruturalista” no trabalho subalternista, com destaque para a obra de Michel Foucault. Neste artigo buscamos chamar a atenção para a influência do pensamento pós-estruturalista no projeto subalternista, bem como retomar o conflito desta corrente teórica com as ideias marxistas, principalmente no que tange às teorizações sobre os modos de poder e dominação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Massaro de Góes, Universidade de São Paulo

Mestre em Ciência Política USP

Downloads

Publicado

2015-12-17

Como Citar

Góes, C. M. de. (2015). Análises de poder em disputa: Foucault e a virada pós-estruturalista nos Subaltern Studies. Plural, 22(2), 222-246. https://doi.org/10.11606/issn.2176-8099.pcso.2015.101364