O método da autoetnografia na pesquisa sociológica: atores, perspectivas e desafios

Autores

  • Silvio Matheus Alves Santos Universidade de São Paulo (USP)

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-8099.pcso.2017.113972

Palavras-chave:

Autoetnografia, Reflexividade, Pesquisa Qualitativa, Pesquisa Sociológica

Resumo

A proposta deste artigo é apresentar a autoetnografia enquanto gênero da etnografia e método de pesquisa qualitativo, visando a entender como alguns aspectos tornam-se importantes para o desenvolvimento de nossa pesquisa doutoral. Dessa forma, objetiva-se expor e desenvolver os aspectos fundamentais e mais específicos do conceito de autoetnografia, suas bases e potencialidades. Assim, pretende-se argumentar que a autoetnografia pode ser reconhecida como metodologia científica e crítica, capaz de desvendar, em sua maneira autorreflexiva, novos e profícuos caminhos para a pesquisa sociológica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvio Matheus Alves Santos, Universidade de São Paulo (USP)

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade de São Paulo - USP. Mestre em Sociologia pela UFSCar (Universidade Federal de São Carlos). Licenciado em Ciências Sociais pela UNESP - Campus/Araraquara e Bacharel em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Sergipe. Atualmente é membro do grupo de pesquisa Estudos comparados sobre trabalho e vida econômica: mercados, atores e representações. Atua nas linhas de pesquisa: Mudança econômica e novas configurações das relações de trabalho / Desigualdades, interseccionalidades e políticas de equidade.

Downloads

Publicado

2017-06-30

Como Citar

Santos, S. M. A. (2017). O método da autoetnografia na pesquisa sociológica: atores, perspectivas e desafios. Plural, 24(1), 214-241. https://doi.org/10.11606/issn.2176-8099.pcso.2017.113972