A sociologia de Émile Durkheim e o uso do relativismo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-8099.pcso.2020.153609

Palavras-chave:

Durkheim, Relativismo, Sociologia

Resumo

Visando promover a ampliação do entendimento da obra de Émile Durkheim, o presente artigo tem por objetivo refletir sobre o uso do relativismo dentro da sociologia durkheimiana. Em um primeiro momento, investigamos a natureza da utilização dessa ferramenta pelo autor. Entende-se como ela serve à função de delimitação de um objeto próprio a sociologia enquanto ciência que explica o coletivo através do coletivo, não podendo, portanto, analisar a diferença entre fenômenos sociais se não pelas condições sobre as quais as sociedades em questão estão constituídas. Em seguida propomos um mapeamento onde a utilização do relativismo se ancora na metodologia e epistemologia durkheimiana – atrelando a aplicação da ideia a pilares do modo de análise proposto Durkheim, como, por exemplo, as noções de fato social e espécie social, entre outras. A penúltima sessão discorre sobre o lugar do uso do relativismo na delimitação da sociologia e o esforço de diferenciação em relação a outras áreas do conhecimento – com a filosofia. Na conclusão, pensamos sobre a possibilidade do uso do relativismo sem que Durkheim seja visto como relativista: entender a criação de relações entre objetos como forma de explicação da diferença entre sociedades decorre de uma disposição metodológica frente a evidência de análise para a sociologia durkheimiana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BORLANDI, M. Les faits sociaux comme produits de l´association entre les individus. In BORLANDI, M. & MUCCHIELLI, L. La sociologie et sa méthode. Paris: L´Harmattan, pp. 139-164.
DURKHEIM, Émile. As Formas Elementares da Vida Religiosa. Ed. Martins Fontes, São Paulo, 1996
______. As Regras do Método Sociológico. Ed. Martin Claret. São Paulo, 2001.
______. Cours de science sociale. Leçon d'ouverture. Revue internationale de l'enseignement, XV, 1888, pp. 23-48.
______. Da Divisão do Trabalho Social. Ed. WMF Martins Fontes, São Paulo, 2013
______. O Suicídio. Estudo de sociologia. Ed. WMF Martins Fontes, São Paulo, 2013.
______. Sociologia e Filosofia. Edipro, Bauru – SP, 2015.
______. Sociologie et sciences sociales. De la méthode dans les sciences, Paris: Félix Alcan, 1909, pp. 259-285.
STEINER, Philipe. La Sociologie de Durkheim. Ed. La Découverte, Paris, 2005.
WIESS, Raquel. Émile Durkheim e a Revolução Copernicana da Moral In: OLIVEIRA, M e WEISS, R. (org), David Émile Durkheim: a atualidade de um clássico. Curitiba: Ed. UFPR, 2011 , p. 131-161.

Downloads

Publicado

2020-12-22

Como Citar

Quagliato, H. C. V. (2020). A sociologia de Émile Durkheim e o uso do relativismo. Plural, 27(2), 283-304. https://doi.org/10.11606/issn.2176-8099.pcso.2020.153609