“Como Vê Você Paris Libertada?”

um concurso de desenhos e a memória da resistência francesa nos periódicos cariocas (1945)

Autores

  • Caroline Aparecida Guebert Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-8099.pcso.2020.172247

Palavras-chave:

Memória e Periódicos;, Resistência Francesa e Libertação de Paris;, Intelectuais e Artistas;, Rio de Janeiro;, Beatrix Reynal

Resumo

Este artigo resultou de uma pesquisa qualitativa sobre as publicações de periódicos em torno do concurso infantil de desenhos “Como vê você Paris Libertada?”, organizado em 1945 por Beatrix Reynal a partir do Rio de Janeiro. A iniciativa privada, lançada por meio de veículos dos Diários Associados, envolveu cerca de seis mil crianças e foi acolhida pelo Ministério da Educação. Compreendendo a memória individual e coletiva em inter-relação e transformando os periódicos em fontes históricas das práticas culturais que as constituem, é possível mapear traços do processo de comunicação de uma memória celebrativa da Resistência Francesa e da Libertação de Paris em formação naquele momento. Problematiza-se essa memória, também como um investimento social e um recurso de distinção no meio das elites, relacionado à persona Beatrix Reynal. Trata-se da configuração de um enquadramento memorial gaullista, ligado às políticas diplomáticas e à importância atribuída pelo público de artistas e intelectuais brasileiros ao legado cultural francês, apostando na reconversão do passado recente perante as crises geradas pela guerra.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Brito, Mário Silva. “Como vê você Paris Libertada”. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 16 de setembro de 1945, p 2.
“Beatrix Reynal Condecorada”. A Manhã, Rio de Janeiro, 1946, p. 8.
“Como você vê paris libertada?”. A Noite, Rio de Janeiro, 12 de julho de 1945, p. 4.
_____. O Tico-tico, Rio de Janeiro, janeiro de 1946, p 12.
_____. O Malho, Rio de Janeiro, outubro de 1945, s.p.
Correia, Ana Lucia Merege. Inventário da Coleção Beatrix Reynal. Anais da Biblioteca Nacional, v. 118, 1998, p. 280-315.
“Reis Júnior”. In: Enciclopédia Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2020. Disponível em: http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa24325/reis-junior. Acesso em: 23 de maio de 2020.
“Era uma grata lembrança das crianças do Brasil”. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 6 de abril de 1947, p. 5.
“Exposição dos prêmios”. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 24 de agosto de 1945, p. 8.
“Delira o Rio com a vitória das nações unidas!”. Gazeta de Notícias, Rio de Janeiro, 8 de maio de 1945, p 1.
Heymann, Luciana Quillet. “O devoir da mémoire na França contemporânea: entre memória, história, legislação e direitos”. In: Gomes, Angela de Castro (org). Direitos e Cidadania: Memória, Política e Cultura. Rio de Janeiro: 2007.
Lessa, Elsie. Como as crianças brasileiras viram Paris libertada. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 04 de novembro de 1945, p 1.
Martins, Ana Paula Vosne. “Gênero e assistência: considerações histórico-conceituais sobre práticas e políticas assistenciais”. História, Ciências, Saúde – Manguinhos, v.18, dez. 2011, p. 15-34.
Miceli, Sergio. Imagens negociadas: retratos da elite brasileira (1920-1940). São Paulo: Companhia das letras, 1996.
Pereira, Marcio Rodrigues. La politique culturelle française du Brésil de 1945 à 1970: institutions, acteurs, moyens et enjeux. Histoire. Université de Strasbourg, 2014.
Perez, Eliane. “Beatrix Reynal”. In:_____(org). Guia de Coleções da Divisão de Manuscritos da Biblioteca Nacional. Rio de Janeiro: Biblioteca Nacional, 2018, p. 93-98.
Pollak, Michael. “Memória, Esquecimento, Silêncio”. Revista Estudos Históricos, v. 2, n. 3, 1989, p 3-15.
Ricoeur, Paul. A memória, a história, o esquecimento. Campinas: Editora Unicamp, 2007.
Suppo, Hugo Rogelio. “A máquina diplomática cultural da Quarta República Francesa no Brasil (1946-1958)”. Meridiano 47, n. 17, 2016, p. 1-19.
Tigre, Bastos. “Desenhos de crianças”. Vamos Ler, Rio de Janeiro, 13 de dezembro de 1945, p 28-29.

Downloads

Publicado

2020-12-22

Como Citar

Guebert, C. A. (2020). “Como Vê Você Paris Libertada?”: um concurso de desenhos e a memória da resistência francesa nos periódicos cariocas (1945). Plural, 27(2), 61-85. https://doi.org/10.11606/issn.2176-8099.pcso.2020.172247

Edição

Seção

Dossiê: "Sociologia do Jornalismo. Por uma agenda de pesquisa"