O meio ambiente urbano como questão

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-2762.posfau.2020.168292

Palavras-chave:

Meio ambiente urbano, Assentamentos precários, Adensamento, Conforto ambiental

Resumo

No amplo quadro de significados e abrangência da questão ambiental contemporânea, o presente artigo procura evidenciar particularidades de sua dimensão no âmbito das cidades, observando a tensão entre assentamento urbano e meio ambiente em suas diversas dimensões. A partir da Região Metropolitana de São Paulo, o texto recorre a resultados e conclusões de duas pesquisas recentemente concluídas, uma na área do saneamento ambiental e habitação, outra no campo do desenho urbano e conforto ambiental. Busca, nesse contexto, articular as relações entre dinâmicas e processos naturais com as dinâmicas e processos sociais.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ACSELRAD, Henri. Discursos da sustentabilidade urbana. RBEUR, Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p. 79-90, maio 1999.

ANCONA, Ana Lucia. Direito ambiental, direito de quem? Políticas públicas do meio ambiente na metrópole paulista. 2002. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.

BAPTISTA Márcio.; NASCIMENTO, Nilo; BARRAUD, Sylvie. Técnicas Compensatórias em Drenagem Urbana. Porto Alegre: ABRH – Associação Brasileira de Recursos Hídricos, 2005. 318p.

BRINDLEY, Tim. RYDIN, Yvonne. STOKER, Gerry. Remaking Planning: The Politics of Urban Change. London: Routledge, 1987. 240p.

COSTA, Heloisa Soares de Moura. Regulação ambiental no espaço urbano. In: FERNANDES JR, Edésio; ARAÚJO, Rogério Palhares Zschaber de. (Org.). Entre o urbano, o social e o ambiental. A Práxis em perspectiva. 1º ed. Belo Horizonte: Gaia Cultural, 2015, p. 97-109.

DUARTE, Denise. O impacto da vegetação no microclima em cidades adensadas e seu papel na adaptação aos fenômenos de aquecimento urbano. Tese (Livre Docência) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015.

EMURB, Prefeitura do Município de São Paulo. Caminhos para o Centro: estratégias de desenvolvimento para a região central de São Paulo. São Paulo: PMSP/EMURB, 2004.

FERRARA, Luciana Nicolau. Urbanização da Natureza: da autoprovisão de infraestruturas aos projetos de recuperação ambiental nos mananciais do sul da metrópole paulistana. 2013. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013.

FUKS, Mario. Conflitos Ambientais no Rio de Janeiro: ação e debate nas arenas públicas. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2001.

GUHA, Ramachandra. O biólogo autoritário e a arrogância do anti-humanismo. In: DIEGUES, Antonio.Carlos (Org.). Etnoconservação: novos rumos para a proteção da natureza nos trópicos. São Paulo: HUCITEC / ANNABLUME / NUPAUB-USP, 2000. p. 81-.99.

IBGE. Vocabulário básico de recursos naturais e meio ambiente (Coord. de Recursos Naturais e Estudos Ambientais) 2º ed. Rio de Janeiro: IBGE, 2004. 344p.

ISA – Instituto Socioambiental. Programa Mananciais da Região Metropolitana de São Paulo. São Paulo, 1996-2010.

JACOBS, Jane. Morte e Vida de Grandes Cidades. São Paulo: Martins Fontes, 2014. (1ª edição 1961)

KARA JOSÉ, Beatriz. A popularização do centro de São Paulo: um estudo de transformações ocorridas nos últimos 20 anos. 2010. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010.

LABAUT; LABHAB FAUUSP. Relatório final da pesquisa Edificação e Desenho Urbano com adensamento e qualidade ambiental: habitação de interesse social na recuperação de áreas urbanas degradadas. Financiamento CAPES, programa PNPD. São Paulo: FAUUSP, 2015.

LABHAB FAUUSP. Manejo de Águas Pluviais em Meio Urbano (relatório de pesquisa)/ v. I Conceitos e Técnicas; v. II Assessoria e Capacitação. São Paulo: FAUUSP, 2018. Disponível em: http://www.labhab.fau.usp.br/pesquisa/concluidas/manejo-de-aguas-pluviais-em-meio-urbano-2011-2016/

LEED Neighbourhood Development, 2009. Disponível em www.usgbc.org/leed/nd/. Acesso em 13/05/2011.

MARICATO, Erminia. Metrópole na periferia do capitalismo. 1. ed. São Paulo: Hucitec, 1996. 141p.

MARTINS, Maria Lucia Refinetti. São Paulo, centro e periferia: a retórica ambiental e os limites da política urbana. Estudos Avançados (USP. Impresso), v.25, p.59-72, 2011.

MARTINS, Maria Lucia Refinetti. Meio Ambiente Urbano, uma construção interdisciplinar In: 20º Congresso Brasileiro de Direito Ambiental São Paulo: Instituto O Direito por um Planta Verde, 2015.

MARTINS, Maria Lucia Refinetti; FERRARA, Luciana Nicolau. A retórica ambiental na metrópole e a produção do espaço urbano periférico. In: Seminário Internacional Metrópoles, Desigualdades e Planejamento Democrático, 2010, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: IPPUR/UFRJ, 2010.

MARTINS, Maria Lucia Refinetti. RODRIGUES, Roberta. Parâmetros Urbanísticos e Desenho Urbano na produção de Habitação de Interesse Social em São Paulo. In: Seminário Política e Planejamento – PPLA, 2010, Curitiba. Anais... Curitiba: Ambiens, 2010.

MELLO, Sandra Soares. Na beira do rio tem uma cidade: urbanidade e valorização dos corpos d’água. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade de Brasília, Brasília, 2008

MIANA, Anna Christina. Adensamento e forma urbana: inserção de parâmetros ambientais no processo de projeto. 2010. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010.

OLIVEIRA, Paula Custódio de. Conforto Social e Ambiental no Desenho Urbano. 2012. Trabalho Final de Graduação - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.

PELLEGRINO, Paulo Renato. A Paisagem como infraestrutura: funções e método. Tese (Livre Docência) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014.

RAMALHO, Paula Ciminelli. Licenciamento ambiental aplicado à regularização fundiária de interesse social: um estudo de caso em São Bernardo do Campo. Dissertação (Mestrado em Planejamento e Gestão do Território ). Universidade Federal do ABC, São Bernardo do Campo, 2013.

SCHELOTTO, Salvador. Centro y Periferia: ¿Dos Caras de la Misma Moneda? Una Comparación Crítica de los Programas Públicos de Vivienda en la Ciudad Vieja y en la Periferia de la Ciudad de Montevideo, destinados a sectores de bajos Ingresos. Montevideo: UDELAR, 2008.125p.

SOCRATES, Jodete Rios; GROSTEIN, Marta Dora; TANAKA, Marta Soban . A cidade invade as águas. Qual a questão dos mananciais? São Paulo: Sinopses/Edição especial FAUUSP, 1985. 296p.

STEINBERGER, Marília (Org). Território, ambiente e políticas públicas espaciais. Brasília: Paralelo 15 e LGE, 2006. 406p.

Publicado

2021-01-11

Como Citar

Martins, M. L. R., & Oliveira, P. C. (2021). O meio ambiente urbano como questão. Pós. Revista Do Programa De Pós-Graduação Em Arquitetura E Urbanismo Da FAUUSP, 27(51), e168292. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2762.posfau.2020.168292

Edição

Seção

Dossiê: Meio ambiente e espaço construído: ideias, técnicas e processos