Sob o prisma da arquitetura: vanguarda e modernismo em Roberto Schwarz

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-2762.psrevprogramapsgradarquiturbanfauusp.2021.173800

Palavras-chave:

Modernismo, Arquitetura brasileira, Arquitetura nova, Vanguardismo, Roberto Schwarz

Resumo

Os ensaios de Schwarz a respeito do modernismo são variados e cobrem diversas searas artísticas. Se os estudos e os debates em torno dos ensaios sobre literatura e teatro modernistas são mais comuns na fortuna crítica, sobre arquitetura, por sua vez, é mais errático. Além disso, uma comparação entre as leituras de Schwarz sobre os três campos é ainda mais difícil de ser encontrada. À vista desse quadro, este trabalho pretende contribuir no sentido de suprir, mesmo que parcialmente, a lacuna de um estudo mais sistemático das leituras que Schwarz tinha a respeito do modernismo a partir do prisma da arquitetura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Marino, Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas

Doutorando e Mestre (2019) em Ciência Política pela FFLCH - USP, graduado em Ciências Sociais pela mesma instituição, tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Pesamento político brasileiro e Teoria Política. Desde 2013, participa do Grupo de Pesquisa "Pensamento e Política no Brasil" coordenado pelos Profs. André Singer e Bernardo Ricupero e desde 2015 participa do Grupo "Sequências Brasileiras", coordenado pela Profa. Maria Elisa Cevasco, vinculado ao Centro de Estudos dos Direitos da Cidadania (CENEDIC - USP), formado por pesquisadores das áreas de Letras, Ciência Política e Sociologia, os quais discutem a atualidade da tradição crítica brasileira. Pesquisa, atualmente, o pensamento político e ideológico da Tropicália. 

Referências

ARANTES, Otília. Urbanismo em fim de linha e outros estudos sobre o colapso da modernização arquitetônica. 2 ed. São Paulo: EDUSP, 2014. 224 p.

ROSSATI, Camila Gui. Roberto Schwarz, arquitetura e crítica. 2010. 275f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo), Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010.

SARLO, Beatriz. Arlt: cidade real, cidade imaginária, cidade reformada. In: CHIAPPINI, Ligia; AGUIAR, Flávio Wolf de. Literatura e História na América Latina. São Paulo: EDUSP, 2001. p. 223-243.

SCHWARZ, Roberto. Ao Vencedor as batatas: forma literária e processo social nos inícios do romance brasileiro. 6. ed. São Paulo: Duas Cidades; Editora 34, 2012. 240p.

SCHWARZ, Roberto. Duas meninas. São Paulo: Companhia das Letras, 1997. 149p.

SCHWARZ, Roberto. Martinha versus Lucrécia. São Paulo: Companhia das Letras, 2012. 320p.

SCHWARZ, Roberto. O pai de família e outros estudos. São Paulo: Companhia das Letras, 2008. 184p.

SCHWARZ, Roberto. Que horas são?. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2012. 184p.

SCHWARZ, Roberto. Sequências brasileiras. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2012. 256p.

SCHWARZ, Roberto. Seja como for. São Paulo: Duas Cidades; Editora 34, 2019. 448p.

SOUZA, Marcelo Silva. O lugar das artes na crítica de Roberto Schwarz. 2009. 135f. Dissertação (Mestrado em Teoria Literária e Literatura comparada), Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009.

Publicado

2021-08-31

Como Citar

Marino, R. (2021). Sob o prisma da arquitetura: vanguarda e modernismo em Roberto Schwarz. Pós. Revista Do Programa De Pós-Graduação Em Arquitetura E Urbanismo Da FAUUSP, 28(52), e173800. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2762.psrevprogramapsgradarquiturbanfauusp.2021.173800

Edição

Seção

Artigos