Migração haitiana para o Brasil pós-terremoto: indefinição normativa e implicações políticas

Autores

  • Diana Zacca Thomaz

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2237-2423.v0i4p131-143

Palavras-chave:

migração forçada, Haiti, humanitarismo

Resumo

Ao se iniciar o ano de 2012, os noticiários brasileiros alertaram para umasuposta “invasão” de haitianos atravessando a fronteira norte do país. O Brasil passou ase caracterizar mais nitidamente como destino desses migrantes a partir do terremotoque acometeu o Haiti no início de 2010, e do qual o país ainda não apresenta sinaisclaros de recuperação. O discurso da política externa brasileira insiste em frisar o papelprotagonista e solidário que o país vem desempenhando no Haiti ao liderar aMINUSTAH. No entanto, frente ao incremento migratório verificado no início do anode 2012, o governo optou por uma restrição na concessão de vistos, além de tomarmedidas pelo reforço da segurança na fronteira norte. A presente pesquisa buscaformular uma análise qualitativa desse fluxo migratório, frisando sua difícil definiçãolegal e fornecendo um exame da postura adotada pelo governo brasileiro diante dessedeslocamento rumo a suas fronteiras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-06-19

Como Citar

Thomaz, D. Z. (2013). Migração haitiana para o Brasil pós-terremoto: indefinição normativa e implicações políticas. Primeiros Estudos, (4), 131-143. https://doi.org/10.11606/issn.2237-2423.v0i4p131-143