CONFLITO E COOPERAÇÃO NA BACIA DO PRATA: OS INTERESSES E CONTEXTOS POLÍTICOS COMO BASE PARA A (IN)EFETIVIDADE DE UM REGIME INTERNACIONAL

Autores

  • Armando Gallo Yahn Filho Instituto de Economia, Universidade Federal de Uberlândia; Pesquisador do Núcleo de Estudos e Pesquisa em Relações Internacionais, Universidade Federal de Uberlândia.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1676-6288.prolam.2014.101352

Palavras-chave:

América do Sul, Relações Internacionais, Geopolítica.

Resumo

Este trabalho tem por objetivo fazer uma análise das relações internacionais na Bacia do Prata, no que tange ao seu aproveitamento hídrico, analisando a (in)efetividade do Tratado da Bacia do Prata. Se, por um lado, as relações hostis entre Brasil e Argentina, decorrentes da compatibilidade de seus projetos de aproveitamento hidrelétrico do Rio Paraná, nas décadas de 1960 e 1970, caracterizam uma fase predominantemente realista na Bacia do Prata, por outro, o projeto da Hidrovia Paraguai-Paraná, iniciado nos anos 1980, representa a tentativa de afirmação de uma tendência multilateralista das relações internacionais na região, fundamentada na teoria da interdependência complexa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-12-31

Como Citar

Yahn Filho, A. G. (2014). CONFLITO E COOPERAÇÃO NA BACIA DO PRATA: OS INTERESSES E CONTEXTOS POLÍTICOS COMO BASE PARA A (IN)EFETIVIDADE DE UM REGIME INTERNACIONAL. Brazilian Journal of Latin American Studies, 13(25), 157-171. https://doi.org/10.11606/issn.1676-6288.prolam.2014.101352

Edição

Seção

Artigos