“Brachilenos” e outros casos: a imigração brasileira a Santiago (Chile) por razões de afetividade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1676-6288.prolam.2020.168319

Palavras-chave:

Migrações Internacionais, Imigração Brasileira, Migração Sul-Sul, Migrações afetivas, Casamentos mistos

Resumo

Esta pesquisa tem como finalidade explorar e descrever aspectos da imigração brasileira para Santiago do Chile a partir da década de 1970 até a atualidade. Dentro das análises disponíveis sobre o fenômeno migratório, o recorte dado é com imigrantes que possuem laços parentais ou tenham relações afetivas estáveis com cidadãos chilenos. O objetivo é entender as características desse tipo de migração por meio do relato das experiências dos próprios sujeitos migrantes, na perspectiva de dar voz às suas problemáticas. São incorporados na análise também  casos de descendentes de brasileiros que foram perseguidos e presos pela ditadura militar chilena. A pesquisa é qualitativa, com método bola de neve, com observação participante e entrevistas no modelo de relato de vida. No desenvolvimento teórico é apresentada revisão de literatura dos estudos migratórios abordando temas como identidades nacionais, feminização das migrações e discriminação racial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Iuri Pieroni de Lima, Universidade Nova de Lisboa

Formado em Serviço Social, mestre em Ciências Sociais pelo Departamento de Estudos Latinoamericanos da Universidade de Brasília, doutorando da Universidade Nova de Lisboa.  E-mail: iuripieroni@gmail.com

Referências

Alencar-Rodrigues, Roberta; Neves Strey, Marlene; Cantera Espinosa, Leonor. Marcas do gênero nas migrações internacionais das mulheres. Psicologia&Sociedade; 21 (3): 421-430, 2009. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-71822009000300016. Acesso em 24 jun. 2020.

Araujo, Katia; Legua, María Claudia; Ossandón, Loreto. (2002). Migrantes andinas en Chile: el caso de la migración peruana, Fundación Instituto de la Mujer, Santiago de Chile, 2002.

Arriagada Luco, Camilo. Inmigrantes internacionales. Emprendimientos en barrios comerciales de Iquique, Gran Valparaíso y Gran Santiago. Camilo Arriagada Luco (Org.), Nelson Carroza y Rubén Kaztman. Ceibo Ediciones. Universidad de Chile, Santiago de Chile, 2014.

Baldin, Nelma; Munhoz, Elzira. Educação ambiental comunitária: uma experiência com a técnica de pesquisa snowball (bola de neve). Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient. ISSN 1517-1256, v. 27, julho a dezembro de 2011. Disponível em:

https://periodicos.furg.br/remea/article/view/3193/1855. Acesso em 24 jun. 2020.

Baeninger, Rosana. Migração Internacional na América Latina: o caso dos brasileiros. In.: Políticas Migratórias: fronteiras dos direitos humanos no século XXI. Org. Carlos Eduardo de Abreu Boucault; Teresa Malatian. Rio de Janeiro: Renovar, 2003. Disponível em: https://sistemas.mre.gov.br/kitweb/datafiles/BRMundo/pt-br/file/Rosana%20Baeninger.pdf. Acesso em 24 jun. 2020.

Berry, John; Poortinga, Ype; Segall, Marshall; Dasen, Pierre. Crosscultural psychology: Research and applications. New York: Cambridge University Press, 2003.

Cano, Verónica; Soffia, Magdalena. Los estudios sobre migración internacional en Chile: apuntes y comentarios para una agenda de investigación actualizada. Pap. Poblac. vol.15 no.61 Toluca jul./sep. 2009. Disponível em: http://www.scielo.org.mx/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1405-74252009000300007. Acesso em 24 jun. 2020

Carsten, Janet. Culture of relatedness, new approaches to the study of Kinship. University of Edinburgh. Cambridge University press, 2000.

CELADE (Centro Latinoamericano e Caribeño de Demografía). Migración Internacional en América Latina, IMILA. Boletín Demográfico, CELADE, nº65, CEPAL, Santiago de Chile, Janeiro, 2000. Disponível em: https://www.cepal.org/pt-br/node/35329. Acesso em 24 jun. 2020.

DEM (Departamento de Extranjería y Migración del Ministerio del Interior y Seguridad Pública). Anuário Estadístico Migratório 2005 - 2014. Gobierno de Chile, Santiago, 2016 [en línea]. Disponível em: www.extranjeria.gob.cl. Acesso em 24 jun. 2020.

Espinosa, Víctor. El dilema del retorno: migración género y pertenencia en un contexto transnacional. Zamora, Mich. El Colegio de Michoacán, México, 1998.

Hein, Kerstin. Migración y Transición: hijos de inmigrantes de origen latinoamericano en su transición de la escuela al trabajo en Chile. Si Somos Americanos vol.12 no.1 Santiago jun. 2012. Universidad de Santiago de Chile, Santiago, Chile. Disponível em:

http://dx.doi.org/10.4067/S0719-09482012000100005. Acesso em 24 jun. 2020.

Hein, Kerstin. Hybride Identitäten. Bastelbiografien im Spannungsverhältnis zwischen

Lateinamerika und Europa. Bielefeld: transcript. 2006. Disponível em:

https://www.transcript-verlag.de/978-3-89942-447-8/hybride-identitaeten/. Acesso em 24 jun. 2020.

Louro, Guacira. Gênero, história e educação: construção e desconstrução. Educação & Realidade, 20(2), 101-132, 1995. Disponível em:

https://seer.ufrgs.br/educacaoerealidade/article/view/71722. Acesso em 24 jun. 2020.

Massey, Douglas; Arango, Joaquín.; Graeme, Hugo; Kouaouci, Ali.; Pellegrino, Adela; Taylor, Edward J. Teorías de migración internacional: una revisión y aproximación. ReDCE, nº 10, Julio-Diciembre de 2008, 435-478. Disponível em:

http://www.derechoshumanos.unlp.edu.ar/assets/files/documentos/teorias-de-migracion-internacional-una-revision-y-aproximacion.pdf. Acesso em 24 jun. 2020.

Marconi, Marina de Andrade; Lakatos, Eva Maria. Técnicas de Pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisa, elaboração, análise e interpretação de dados. 7.ed. São Paulo: Atlas, 2012.

Margolis, Maxine L. Brasileiros no estrangeiro: a etnicidade, a auto-identidade e o “outro”. Rev. de Antropologia. Vol. 51 Nº 1, jan-jun 2008, 283-302. Disponível em:

https://doi.org/10.1590/S0034-77012008000100011. Acesso em 24 jun. 2020.

MRE (Ministério de Relações Exteriores). Estimativas populacionais das comunidades brasileiras no Mundo - 2015. 2016. Disponível em: http://www.brasileirosnomundo.itamaraty.gov.br/a-comunidade/estimativas-populacionais-das-comunidades/Estimativas%20RCN%202015%20-%20Atualizado.pdf. Acesso em 24 jun. 2020.

Muñoz, Heraldo. A sombra do ditador: memórias políticas do Chile sob Pinochet. Rio de Janeiro: Zahar, 2010.

Rivas, Ana Mª Rivas. Pluriparentalidades y parentescos electivos. Presentación del volumen monográfico. Revista de Antropología Social. Universidad Complutense de Madrid, 2009. Disponível em:

https://revistas.ucm.es/index.php/RASO/article/view/RASO0909110007A. Acesso em 24 jun. 2020.

Rodríguez-García, Dan. Intermarriage and Integration Revisited: International Experiences and Cross-Disciplinary Approaches. The Annals of the American Academy of Political and Social Science 662(1):8-36, November 2015. Disponível em:

https://www.researchgate.net/publication/282946744_Intermarriage_and_Integration_Revisited_International_Experiences_and_Cross-disciplinary_Approaches. Acesso em 24 jun. 2020.

Stefoni, Carolina. Perfil migratorio en Chile. Organización Internacional para las Migraciones, OIM. Oficina regional para America del Sur. Buenos Aires, Argentina, 2011. Disponível em:

https://red-iam.org/sites/default/files/2018-11/Perfil%20Migratorio%20Chile.pdf. Acesso em 24 jun. 2020.

Suanet, Irina; Fons, Van de Vijver. Perceived cultural distance and acculturation among exchange students in Russia. Journal of Community & Applied Social Psychology 19:182-197, 2009. Disponível em: https://doi.org/10.1002/casp.989. Acesso em 24 jun. 2020.

Vicente, Ana. As mulheres nos mundos de hoje. In H. Holanda & M. Capelato (Orgs.), Relações de gênero e diversidades culturais nas Américas. Rio de Janeiro: Expressão e Cultura; São Paulo: Edusp, 2000.

Ward, Colleen; Stephen Bochner; Adrian Furnham. The Psychology of Culture Shock. East Sussex, Philadelphia, New York: Routledge. 2001.

Weinberg, Sydney Stahl. The treatment of women in immigration history: A call for change. In D. Gabaccia (Ed.), Seeking common ground: Multidisciplinary studies of immigrant women in the United States (pp. 3-22). Westport, CT: Praeger. 1992.

Downloads

Publicado

2020-07-01

Como Citar

Lima, I. P. de. (2020). “Brachilenos” e outros casos: a imigração brasileira a Santiago (Chile) por razões de afetividade. Brazilian Journal of Latin American Studies, 19(36), 166-188. https://doi.org/10.11606/issn.1676-6288.prolam.2020.168319

Edição

Seção

Artigos