Integração energética na América do Sul

perspectivas, impasses e obstáculos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1676-6288.prolam.2020.171246

Palavras-chave:

América do Sul, Integração Regional, Integração Energética, Economia Política, Soberania Energética

Resumo

O presente artigo tem por objetivo apresentar os principais obstáculos para o avanço do projeto de integração energética regional na América do Sul. Em uma abordagem que destaca a trajetória histórica desse processo, analisam-se os desafios da integração energética por dois prismas: o debate sobre as diferentes concepções de integração, que tem se dividido entre os conceitos de segurança jurídica e de soberania energética, e o impacto das dinâmicas políticas internas e das transformações globais sobre o processo de integração regional. Identifica-se que o discurso da segurança jurídica tem sido utilizado como um meio de deslegitimar a ação estatal soberana sobre os recursos naturais. E, ao mesmo tempo, que as recentes transformações globais e regionais acabam por desestimular projetos energéticos conjuntos entre os países sul-americanos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Igor Fuser, Universidade Federal do ABC

Doutor em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (USP). Mestre em Relações Internacionais pela Universidade Estadual Paulista (UNESP). Docente no Bacharelado em Relações Internacionais e nos Programas de Pós-Graduação em Energia e em Economia Política Mundial da Universidade Federal do ABC (UFABC). Endereço eletrônico: igor.fuser@ufabc.edu.br

Rafael Almeida Ferreira Abrão, Universidade Federal do ABC

Doutorando em Economia Política Mundial pela Universidade Federal do ABC (UFABC); Mestre em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista (UNESP); Bacharel em Relações Internacionais pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP); Bolsista de Doutorado pela CAPES. Endereço eletrônico: ra.abrao@gmail.com.

Referências

BERCOVICI, G. Direito Econômico do Petróleo e dos Recursos Minerais. São Paulo: Quartier Latin, 2011.

BLACKWILL, R.; HARRIS, J. War by Other Means. Cambridge: Harvard Press, 2016.

BRESSER-PEREIRA, L. C. O novo desenvolvimentismo e a ortodoxia convencional. São Paulo em Perspectiva, v. 20, n. 3, p.5-24, 2006. Disponível em:

https://pesquisa-eaesp.fgv.br/sites/gvpesquisa.fgv.br/files/arquivos/bresser_-_novo_desenvolvimento_e_a_ortodoxia.pdf Acesso em 19 set. 2020

CASTILLO, I. A. Apuntes sobre la Integración Eléctrica Regional y Propuestas para Avanzar. Olade: Quito, 2013. Disponível em: http://biblioteca.olade.org/opac-tmpl/Documentos/old0350.pdf Acesso em 17 set. 2020.

CASTRO, N. J. et al. Importancia y Dificultades de la Integración Eléctrica en América del Sur. IN: DESIDERÁ NETO, W. A.; TEIXEIRA, R. A. (Orgs.), Perspectivas para la Integración de América Latina. Brasília: IPEA, CAF, 2012, p. 125-136.

CGIT (China Global Investment Tracker). China Global Investment Tracker. The American Enterprise Institute and The Heritage Foundation, 2020. Disponível em: https://www.aei.org/china-global-investment-tracker/ Acesso em 28 set. 2020.

COSTA, A. L. M. C. Yacyretá. In: SADER, E.; JINKINGS, I. Latinoamericana – Enciclopédia Contemporânea da América Latina e do Caribe. São Paulo: Boitempo, 2006.

DESIDERÁ NETO, W. A. et al. Relações do Brasil com a América do Sul após a Guerra Fria: política externa, integração, segurança e energia. In: NETO, W.A. D. (org.), O Brasil e as novas dimensões da integração regional. Rio de Janeiro: IPEA, 2014.

FIESP. A Regulação do Comércio Internacional de Energia. São Paulo: Fiesp, 2014. Disponível em: https://www.fiesp.com.br/indices-pesquisas-e-publicacoes/a-regulacao-do-comercio-internacional-de-energia/ Acesso em 17 set. 2020.

FONSECA, P.C.D. Desenvolvimentismo: A construção do conceito. Texto para Discussão – IPEA. Brasília, jul. 2015. Disponível em: http://repositorio.ipea.gov.br/bitstream/11058/4580/1/td_2103.pdf Acesso em 19 set. 2020.

FOSS, M.; WAINBERG, M.; VOLKOV, D. Organização e regulação do setor de hidrocarbonetos. In: WEINTRAUB, S.; HESTER, A.; PRADO, V. Cooperação Energética nas Américas: Entraves e benefícios. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008.

FUCCILE, A. et al. O governo Dilma Rousseff e a América do Sul: a atuação brasileira na UNASUL (2011-2014). Colombia Internacional, v. 92, p. 43-72, out./dez. 2017. DOI: dx.doi.org/10.7440/colombiaint92.2017.02 Acesso em 23 mai. 2020.

FUSER, I. Energia e Relações Internacionais. São Paulo: Saraiva, 2013.

FUSER, I. Conquistas e fracassos dos governos progressistas: elementos para o balanço de um ciclo político que se recusa a morrer. RIHALC, v. 5, n. 8, Córdoba, jun./nov. 2018. Disponível em: https://elahp.com.br/1204-2/ Acesso em 19 jun. 2020.

GALLAGHER, K. P.; MYERS, M. China-Latin America Finance Database. Washington: Inter-American Dialogue, 2020. Disponível em: https://www.thedialogue.org/map_list/ Acesso em 19 mai. 2020.

GAMBOA, R.; HUNEEUS, C. La interconexión gasífera Chile-Argentina: objetivos y actores. Estudios Internacionales, abr./ago. 2007, n. 157, Santiago, p. 83-118. DOI: 10.5354/0719-3769.2011.14169 Acesso em 19 jun. 2020.

HALLACK, M. A integração da indústria de gás natural na América do Sul: desafios institucionais no desenvolvimento de infraestruturas de interconexão. In: NETO, W.A. D. O Brasil e as novas dimensões da integração regional. Rio de Janeiro: IPEA, 2014.

HARVEY, D. A Brief History of Neoliberalism. Oxford: Oxford U. Press, 2005.

HIRATUKA, C. Mudanças na estratégia chinesa de desenvolvimento no período pós-crise global e impactos sobre a AL. Texto para discussão, Unicamp, n. 339, mai. 2018. Disponível em: http://www.eco.unicamp.br/images/arquivos/artigos/3630/TD339.pdf Acesso em 19 mai. 2020.

HIRATUKA, C.; DEOS, S. Chinese Financing in Brazil. In: DUSSEL, E. China’s Financing in Latin America and the Caribbean. Cidade do México: UNAM, 2019. Disponível em: http://www.economia.unam.mx/cechimex/index.php/en/publications Acesso em 17 set. 2020.

HOGENBOOM, B. Latin America and China’s transnationalizing oil industry: a political economy assessment of new relations. Persp. Glob. Develop. Tech., v. 13, n. 5-6, p. 626-647, 2014. DOI: https://doi.org/10.1163/15691497-12341321 Acesso em 19 mai. 2020.

HOFFMANN, A. R.; COUTINHO, M.; KFOURI, R. Indicadores e Análise Multidimensional do Processo de Integração do Cone Sul. Rev. Bras. Polít. Int., n. 51, Brasília, nº 2, 2008. DOI: https://doi.org/10.1590/S0034-73292008000200007 Acesso em 19 jun. 2020.

HONTY, G. Energía en Sudamérica: una interconexión que no integra. Nueva Sociedad, Buenos Aires, n. 204, jul-ago, 2006. Disponível em: https://nuso.org/media/articles/downloads/3369_1.pdf Acesso em 17 set. 2020.

HUGHES, L.; LIPSCY, P. Y. The Politics of Energy. Annu. Rev. Poli. Sci., v. 16, n. 1, 2013, p. 449-469. DOI: doi.org/10.1146/annurev-polisci-072211-143240 Acesso em 15 abr. 2020.

JAEGER, B. C. Investimentos Chineses em Infraestrutura na América do Sul: impactos sobre a integração regional. Conjuntura Austral, Porto Alegre, v. 8, n. 39-40, p. 4-23, mar. 2017. DOI: https://doi.org/10.22456/2178-8839.65842 Acesso em: 21 maio 2020.

JAEGER, B. Crise e colapso da UNASUL: o desmantelamento da Integração Sul-Americana em Tempos de Ofensiva Conservadora. Conjuntura Austral, Porto Alegre, v. 10, n. 49, p. 5-12, jan./mar. 2019. doi.org/10.22456/2178-8839.88358 Acesso em 21 mai. 2020.

JAFFE, A. M. The Americas, Not the Middle East, Will Be the World Capital of Energy. Foreign Policy, set./out., 2011. Disponível em: http://www.amymyersjaffe.com/content/writing.html Acesso em 19 set. 2020.

JARROUD, M. Integração energética carregada de curtos circuitos. Inter Press Service (IPS), 30 out. 2013.

LAHOUD, G. Una Aproximación Teórica a la Soberanía Energética e Integración Regional Sudamericana. Documentos de Trabajo (IDCSO), Buenos Aires, n. 31, 2008. Disponível em: https://racimo.usal.edu.ar/2011/1/031.pdf Acesso em 19 set. 2020.

LANDAU, G. La crisis energética de América del Sur. Archivos del Presente, n. 47, 2008, p. 111-122.

MARES, D. Natural Gas Pipelines in the Southern Cone. Houston: Rice University, 2004.

MARTINS, C.E. Consenso de Washington. IN: SADER, E.; JINKINGS, I. (Eds.), Enciclopédia Latinoamericana. São Paulo, Boitempo, 2017. Disponível em:

http://latinoamericana.wiki.br/es/entradas/c/consenso-de-washington Acesso em 19 set. 2020.

MOMMER, B. The governance of international oil: the changing rules of the game. Oxford: Institute of Energy Studies, 2000.

MORTIMORE, M. Arbitraje internacional basado en cláusulas de solución de controversias entre los inversionistas y el Estado en acuerdos internacionales de inversión: desafíos para América Latina y el Caribe. Santiago: CEPAL, nov. 2009.

MYERS, M. China’s Belt and Road Initiative: What Role for Latin America? Journal of Latin American Geography, v. 17, n. 2, jul. 2018, p. 239-243. DOI: https://doi.org/10.1353/lag.2018.0037 Acesso em 17 jun. 2020.

OLIVEIRA, A. C. Do velho ao novo regionalismo: evolução das políticas conjuntas para o desenvolvimento planejado da América Latina. Santiago: CEPAL, 2014. Disponível em:

https://repositorio.cepal.org/bitstream/handle/11362/36664/S2014150_pt.pdf Acesso em 19 set. 2020.

PADULA, R. Las perspectivas dominantes sobre la integración regional. IN: COSTA, D. América del Sur: Integración e Infraestructura. Rio de Janeiro: Capax Dei, 2012.

PAGNI, C. La navaja de Ockham. El País, Madrid, Opinión, 25 mai. 2020. Disponível em: https://elpais.com/opinion/2020-05-25/la-navaja-de-ockham.html Acesso em: 27 mai. 2020.

PASCUAL, R.; GHIOTTO, L.; LECUMBERRI, D. El Libre Comercio en Lucha – Más Allá de la forma ALCA. Buenos Aires: CCC Floreal Gorini, 2007.

PAZ, A.; NUNES, R. Buscando las complementaridades – Diagnósticos de lãs interconexiones energéticas sudamericanas. IN: COSTA, D. (org.), América del Sur: Integración e Infraestructura. Rio de Janeiro: Capax Dei, 2011.

POMAR, V. Ensayo sobre una ventana abierta. In: REGALADO, R. (org.), La

izquierda latinoamericana a veinte años del derrumbe de la Unión Soviética. México: Ocean Sur, 2012, p. 57-72.

REIS, A. G. A arquitetura da integração energética sul-americana, a participação brasileira e a geoenergia humana. Dissertação (Mestrado em Engenharia Elétrica). Universidade de São Paulo, 2014. DOI:10.11606/D.3.2014.tde-29042015-171359.

SABATELLA, I.; SANTOS, T. The IPE of regional energy integration in South America. In: VIVARES, E. The Routledge Handbook to Global Political Economy. Londres: Routledge, 2020. doi.org/10.4324/9781351064545 Acesso em 15 jun. 2020.

SALOMÃO, L. A.; SILVA, J. M. A Integração Energética do Subcontinente. Seminário do Ministério das Relações Exteriores, Brasília, 12 mar. 2008.

SENNES, R; PEDROTI, P. Entre la geopolítica y la geoeconomía. IN: LAGOS, R. América Latina: ¿Integración o Fragmentación? Santiago: Edhasa, p.527-567, 2008.

SEVERO, L. W. Países latino-americanos criam mecanismo de defesa contra atropelos das multinacionais à soberania. Carta Maior, São Paulo, 25 abr. 2013. Disponível em: https://bit.ly/3dgxLH3 Acesso em 19 jun. 2020.

SIMÕES, R. A modificação da postura brasileira na UNASUL: da criação à formalização da saída do bloco (2008-2019). Revista Neiba: Cadernos Argentina-Brasil, Rio de Janeiro, v.8, p. 1-19, 2019. DOI: doi.org/10.12957/neiba.2019.45180 Acesso em 22 mai. 2020.

VAINER, C; NUTI, M. A Integração Energética Sul-Americana. Brasília: Inesc, 2008.

YÉPEZ-GARCÍA, R. A.; JOHNSON, T. M.; ANDRÉS, L. A. Meeting the Balance of Electricity Supply and Demand in Latin America and the Caribbean. Washington: World Bank, 2011. DOI: https://doi.org/10.1596/978-0-8213-8821-1 Acesso em 17 set. 2020.

Downloads

Publicado

2020-10-22

Como Citar

Fuser, I., & Almeida Ferreira Abrão, R. (2020). Integração energética na América do Sul: perspectivas, impasses e obstáculos. Brazilian Journal of Latin American Studies, 19(37), 240-267. https://doi.org/10.11606/issn.1676-6288.prolam.2020.171246