Panorama do comércio exterior brasileiro: evolução dos principais parceiros e produtos (1997-2020)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1676-6288.prolam.2021.178485

Palavras-chave:

Comércio exterior, Balança comercial, Agronegócio, Commodities, Desenvolvimento econômico

Resumo

Este artigo apresenta um panorama do comércio exterior brasileiro entre 1997 e 2020, destacando a evolução das relações comerciais com os três principais parceiros e as exportações de cinco produtos: soja, milho, café, carne e frango. Em seguida, levanta a discussão sobre a reprimarização da pauta exportadora brasileira à luz das teorias de comércio exterior, questionando a recente tendência de interpretação de que a América Latina estaria regredindo ao modelo agroexportador. Os resultados revelam múltiplas tendências da economia e do comércio brasileiro: a participação do comércio exterior no PIB mostrou-se estável e baixa durante todo o período; o aumento da participação de produtos agroindustriais nas exportações não se refletiu em maior participação do agronegócio no PIB; o mercado doméstico consome parcelas significativas da produção dos produtos analisados; os produtos analisados apresentaram ganho de produtividade e de consumo doméstico. Assim, o artigo conclui que o Brasil possui características híbridas e não pode ser simplesmente caracterizado como uma economia agroexportadora, apesar da crescente importância que vem adquirindo o agronegócio no comércio exterior no contexto latino-americano. Por fim, sugere-se possibilidades de novos estudos para expandir a análise para a região da América Latina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Romeu Bonk Mesquita, Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Departamento de Ciência Política

Doutorando em Ciência Política pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - Universidade de São Paulo. Pesquisador do Centro de Estudos das Negociações Internacionais (CAENI) - Universidade de São Paulo. Mestre em Relações Internacionais (2018) pelo Instituto de Relações Internacionais - Universidade de São Paulo. Bacharel em Relações Internacionais (2014) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, campus Franca. E-mail: romeu.mesquita@usp.br

Edgard Monforte Merlo, Universidade de São Paulo

Professor Associado da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto  (Universidade de São Paulo) e participante do Programa de Estudos em América Latina (PROLAM/USP). E-mail: edgardmm@usp.br

Amaury Patrick Gremaud, Universidade de São Paulo

Professor Doutor da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (Universidade de São Paulo) e participante do Programa de Estudos em América Latina (PROLAM/USP). E-mail: agremaud@usp.br

Referências

BACHA, Carlos José Caetano; VINICIOS DE CARVALHO, Leandro. What Explains the Intensification and Diversification of Brazil's Agricultural Production and Exports from 1990 to 2012? IRIBA Working Paper 2, 2014. Disponível em: https://ssrn.com/abstract=2470995. Acesso em: 24 nov. 2020.

BACHA, Carlos José Caetano. Economia e política agrícola no Brasil. Campinas, SP: Alínea, 2018.

BANCO MUNDIAL. Merchandise trade (% of GDP). World development indicators. The World Bank Group. Disponível em: https://data.worldbank.org/indicator/TG.VAL.TOTL.GD.ZS?end=2018&locations=US-UY-PY-MX-1W&start=1997&view=chart. Acesso em: 18 jun. 2020.

BÉRTOLA, Luis; OCAMPO, José Antonio. Desenvolvimento, vicissitudes e desigualdade: uma história econômica da América Latina desde a Independência. Secretaria Geral Iberoamericana, 2010. Disponível em: https://www.segib.org/wp-content/uploads/Historia-Economica-AL-PORT.pdf. Acesso em: 23 mai. 2021.

BONELLI, Regis; PESSÔA, Samuel de Abreu. Desindustrialização no Brasil: um resumo da evidência. FGV/IBRE texto para discussão n. 07, março 2010. Disponível em: http://hdl.handle.net/10438/11689. Acesso em: 23 mai. 2021.

BULMER-THOMAS, Victor. The economic history of Latin America since independence. Cambridge University Press, 1995.

CAROLINO, Andressa Cristina Xavier Gomes et al. Rendimento e composição de carcaça de frangos de corte alimentados com dietas contendo sorgo grão inteiro. Bioscience Journal, 30(4), 2014. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/22015. Acesso em: 24 nov. 2020.

DE NEGRI, Fernanda; ALVARENGA, Gustavo Varela. A primarização da pauta de exportações no Brasil: ainda um dilema. Radar – Tecnologia, Produção e Comércio Exterior, 13, 7-14, 2010. Disponível em: https://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/radar/110509_radar13_cap1.pdf. Acesso em: 24 nov. 2020.

ERTEN, Bilge; OCAMPO, José Antonio. Super cycles of commodity prices since the mid-nineteenth century. World Development, 44, 14-30, 2013. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.worlddev.2012.11.013. Acesso em: 24 nov. 2020.

FONSECA, Pedro Cezar Dutra. O processo de substituição de importações. São Paulo: LCTE, 2009.

FURTADO, Celso. Subdesenvolvimento e estagnação na América Latina. Rio de Janeiro: LIA Ed., 1966.

FURTADO, Celso. Formação econômica da América Latina 2ª ed. Rio de Janeiro: LIA Ed., 1970

GREMAUD, Amaury Patrick.; DE VASCONCELLOS, Marco Antonio Sandoval; TONETO JR, Rudinei. Economia brasileira contemporânea. 4a ed. São Paulo: Atlas, 2004.

HELFAND, Steven M. Interest groups and economic policy: Explaining the pattern of protection in the Brazilian agricultural sector. Contemporary Economic Policy, 18(4), 462-476, 2000. Disponível em: https://doi.org/10.1111/j.1465-7287.2000.tb00042.x. Acesso em: 24 nov. 2020.

KANNEBLEY JR, Sergio; GREMAUD, Amaury Patrick. The secular trend of Brazilian terms of trade revisited: 1850-2000. Revista de Econometria, Rio de Janeiro: SBE, v. 23, n.1, p. 111-142, 2003 .

LEDIC, Ivan Luiz; TONHATI, Humberto; FERNANDES, Leonardo de Oliveira. Rendimento integral de bovinos após abate. Ciência Agrotécnica, 24(1), 272-277, 2000. Disponível em: https://pt.engormix.com/pecuaria-corte/artigos/rendimento-integral-bovinos-apos-t38093.htm. Acesso em: 24 nov. 2020.

LIMA, Maria Regina Soares de; SANTOS, Fabiano. O Congresso e a política de comércio exterior. Lua Nova: Revista de Cultura e Política, (52), 121-149, 2001. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0102-64452001000100006. Acesso em: 24 nov. 2020.

OCAMPO, José Antonio. Commodity-Led Development in Latin America. Revue internationale de politique de développement, n. 9, outubro de 2017. Disponível em: www.jstor.org/stable/10.1163/j.ctt1w76w3t.11. Acesso em: 23. mai. 2021.

PAMPLONA, João Batista; CACCIAMALI, Maria Cristina. O paradoxo da abundância: recursos naturais e desenvolvimento na América Latina. Estudos Avançados, 31(89), 251-270, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1590/s0103-40142017.31890020. Acesso em: 24 nov. 2020.

PREBISCH, Raúl. Notas sobre el intercambio desde el punto de vista periférico. Revista da CEPAL, n. 28, abril 1986. Disponível em: https://repositorio.cepal.org/handle/11362/11914. Acesso em: 23 mai 2021.

PREBISCH, Raúl. O desenvolvimento econômico da América Latina e alguns de seus problemas principais. In: BELSCHOWSKY, R. (org) 50 anos de pensamento na CEPAL, Rio de Janeiro, Record, 2000. Disponível em https://repositorio.cepal.org/bitstream/handle/11362/1621/S33098N962Av1_pt.pdf. Acesso em: 25 mai. 2021.

RADA, Nicholas; HELFAND, Steven; MAGALHÃES, Marcelo. Agricultural productivity growth in Brazil: large and small farms excel. Food Policy, 84, 176-185, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.foodpol.2018.03.014. Acesso em: 24 nov. 2020.

SINNOTT, Emily; NASH, John; DE LA TORRE, Augusto. Los recursos naturales en américa latina y el caribe: más allá de bonanzas y crisis? Washington: Banco Mundial, 2010. Disponível em: https://openknowledge.worldbank.org/bitstream/handle/10986/2482/555500PUB00SPA00Box0361492B0PUBLIC0.pdf?sequence=6&isAllowed=y. Acesso em: 23 mai. 2021.

SVAMPA, Maristella Noemi. Consenso de los commodities y lenguajes de valoración en América Latina. Revista Nueva Sociedad, n. 244, março/abril, 2013. Disponível em: https://nuso.org/articulo/consenso-de-los-commodities-y-lenguajes-de-valoracion-en-america-latina/. Acesso em: 23 mai. 2021.

TAVARES, Maria da Conceição. Da substituição de importações ao capitalismo financeiro: ensaios sobre economia brasileira. 11ª ed. Zahar, 1983.

Downloads

Publicado

2021-07-01

Como Citar

Mesquita, R. B., Merlo, E. M., & Gremaud, A. P. (2021). Panorama do comércio exterior brasileiro: evolução dos principais parceiros e produtos (1997-2020). Brazilian Journal of Latin American Studies, 20(39), 414-440. https://doi.org/10.11606/issn.1676-6288.prolam.2021.178485

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)