TENDÊNCIAS DA DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO URBANA E DOS SERVIÇOS BÁSICOS NO BRASIL: 1980-2000. DISTINÇÕES COM ARGENTINA E MÉXICO

Autores

  • Sueli Ramos Schiffer Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1676-6288.prolam.2002.81751

Palavras-chave:

América Latina, Relações Internacionais,

Resumo

Analisa-se a evolução do crescimento demográfico e a distribuição espacial da população brasileira entre 1980 e 2000, estabelecendo-se distinções com os processos demográficos ocorridos no México e  na Argentina em igual período. Destacam-se as diferenciações quanto aos índices de concentração urbana desses países em suas maiores cidades.O padrão de crescimento populacional, nos países mencionados, é avaliado considerando-se a segmentação por faixa etária, em particular quanto à evolução da população acima de 65 anos e a entre 0 e 14 anos. Adicionalmente, confrontam-se as tendências demográficas observadas com os respectivos indicadores nacionais macroeconômicos, de distribuição de renda, do valor adicionado por setor de atividaded edas taxas de desemprego. Para o caso Brasileiro, discutem-se as relações entre o número médio de pessoas nas famílias e os percentuais deatendimento dos serviços públicos básicos, por classes de renda familiar segundo as Grandes Regiões e as regiões metropolitanas, em 1998.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2002-12-01

Como Citar

Schiffer, S. R. (2002). TENDÊNCIAS DA DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO URBANA E DOS SERVIÇOS BÁSICOS NO BRASIL: 1980-2000. DISTINÇÕES COM ARGENTINA E MÉXICO. Brazilian Journal of Latin American Studies, 1(1), 1-21. https://doi.org/10.11606/issn.1676-6288.prolam.2002.81751

Edição

Seção

Artigos