O PROCESSO DE BOLONHA E OS NOVOS ESPAÇOS TRANSNACIONAIS DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LATINO-AMERICANOS: A UNIVERSIDADE BRASILEIRA EM MOVIMENTO

Autores

  • Ralf Hermes Siebiger Universidade do Estado de Mato Grosso.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1676-6288.prolam.2010.82439

Palavras-chave:

América Latina, Política Social.

Resumo

O presente artigo contextualiza a implantação do Processo de Bolonha — reforma
da educação superior europeia que consolidou em 2010, um Espaço Europeu de Ensino
Superior (EEES) transnacional e harmônico — no sentido de se identificar possíveis
influências desse processo no que tange à revisão de sistemas de educação superior de
caráter transnacional na América Latina e, em especial, no Brasil. Por meio da análise da
literatura produzida preferencialmente por autores brasileiros, buscou-se averiguar a
percepção nacional acerca da mudanças em curso na educação superior europeia e seus
possíveis efeitos na educação superior e na universidade brasileira. Para tanto, foram
abordados: o Tratado de Amizade Brasil-Portugal, as políticas de educação superior no
âmbito do Mercosul e os projetos da Universidade Federal da Integração Luso-Afro-
-Brasileira (UniLAB), Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila),
Universidade Federal da Integração Amazônica (Uniam) e da denominada ‘Universidade
Nova’, iniciativas das quais o Brasil é país integrante e que absorveriam influências ou
teriam similitudes com o processo europeu.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-12-01

Como Citar

Siebiger, R. H. (2010). O PROCESSO DE BOLONHA E OS NOVOS ESPAÇOS TRANSNACIONAIS DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LATINO-AMERICANOS: A UNIVERSIDADE BRASILEIRA EM MOVIMENTO. Brazilian Journal of Latin American Studies, 9(17), 119-135. https://doi.org/10.11606/issn.1676-6288.prolam.2010.82439

Edição

Seção

Artigos