NAÇÃO E (OU) SOCIALISMO: MARIÁTEGUI, HAYA DE LA TORRE E A INTERNACIONAL COMUNISTA

Autores

  • André Kaysel Departamento de Ciência Política. Universidade de São Paulo.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1676-6288.prolam.2012.82491

Palavras-chave:

América Latina, Pensamento Político Latino-americano.

Resumo

Este artigo procura analisar a dupla polêmica que o marxista peruano José Carlos Mariátegui
sustentou em seus dois últimos anos de vida com o intelectual e líder do APRA., Víctor
Raúl Haya de la Torre, por um lado, e com os representantes latino-americanos da Internacional
Comunista (IC), por outro. Parto da hipótese de que esse debate lançou temas produtivos que
iriam pautar o debate latino-americano ao longo do século XX, tais como: as modalidades de dominação
imperialista, o conteúdo de um programa revolucionário para a região, e quais classes
sociais iriam levá-la adiante. Além disso, a posição de Mariátegui entre o “localismo” de Haya
de la Torre e o “cosmopolitismo” da IC revelaria as dificuldades do marxismo para interpretar
as realidades da América Latina.
Palavras-chave: Marxismo; América Latina; Mariátegui; Haya de la Torre; Internacional
Comunista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-06-01

Como Citar

Kaysel, A. (2012). NAÇÃO E (OU) SOCIALISMO: MARIÁTEGUI, HAYA DE LA TORRE E A INTERNACIONAL COMUNISTA. Brazilian Journal of Latin American Studies, 11(20), 52-71. https://doi.org/10.11606/issn.1676-6288.prolam.2012.82491

Edição

Seção

Artigos