O PROBLEMA DO DESEMPREGO NO BRASIL E NO MÉXICO (2008-2011)

Autores

  • Marcelo Weishaupt Proni Instituto de Economia. Universidade de Campinas.
  • Amilton Jose Moretto Instituto de Economia. Universidade de Campinas.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1676-6288.prolam.2012.82508

Palavras-chave:

América Latina, Politica econômica, Política Social

Resumo

Este artigo analisa a evolução recente do desemprego no Brasil e no México, ressaltando
as semelhanças e diferenças. Em particular, são destacadas as políticas adotadas pelos
respectivos governos para evitar um impacto mais grave da crise internacional sobre o mercado
de trabalho. São apontados os aspectos que diferenciam a elevação e a redução da taxa de desemprego
aberto no período 2008-2011. O artigo se fundamenta em relatórios divulgados pela OIT
e pela Cepal ou em pesquisa bibliográfica, ao passo que os indicadores foram produzidos pelo
IBGE (Brasil) e pelo INEGI (México). Ao final, argumenta-se que os desafios para enfrentar o
problema do desemprego continuavam sendo distintos nos dois países, ainda que as estatísticas
oficiais indiquem que as taxas correntes estavam convergindo para um mesmo patamar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-12-01

Como Citar

Proni, M. W., & Moretto, A. J. (2012). O PROBLEMA DO DESEMPREGO NO BRASIL E NO MÉXICO (2008-2011). Brazilian Journal of Latin American Studies, 11(21), 113-135. https://doi.org/10.11606/issn.1676-6288.prolam.2012.82508

Edição

Seção

Artigos