VENEZUELA: DIFICULDADES E CONTRADIÇÕES PARA A ATUAÇÃO ANTISSISTÊMICA

Autores

  • Charles Pennaforte Centro de Estudos em Geopolítica e Relações Internacionais, Universidade Paulista.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1676-6288.prolam.2014.88785

Palavras-chave:

Relações Internacionais, Integração Econômica, Organizações Internacionais.

Resumo

A administração Hugo Chávez (1999-2013) conseguiu importantes avanços no campo social, melhorando os indicadores sociais e econômicos da população mais pobre do país. No cenário internacional, adotou um discurso anti-imperialista e anti-EUA para marcar sua posição como uma alternativa à globalização neoliberal. Sua atuação se desenvolveu dentro do espectro antissistêmico, ao buscar promover a contestação da hegemonia norte-americana e a construção de um mundo multipolar e de uma América Latina com menor influência política de Washington.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-12-17

Como Citar

Pennaforte, C. (2014). VENEZUELA: DIFICULDADES E CONTRADIÇÕES PARA A ATUAÇÃO ANTISSISTÊMICA. Brazilian Journal of Latin American Studies, 13(24), 125-136. https://doi.org/10.11606/issn.1676-6288.prolam.2014.88785

Edição

Seção

Artigos