Desenvolvimento do self e processos de hiperindividualização: interrogações à Psicologia Dialógica

Autores

  • Maria Cláudia S. Lopes de Oliveira Universidade de Brasília; Instituto de Psicologia

DOI:

https://doi.org/10.1590/0103-6564D20160004

Resumo

Em psicologia, à perspectiva dialógica estão associadas teorias do self, em especial a Teoria do Self Dialógico (TSD). Embora avanços consistentes venham sendo alcançados no que se refere à compreensão da organização dinâmica da estrutura do self no tempo microgenético, a teoria carece de estudos que se aprofundem na compreensão do desenvolvimento do self, tomando-se por base os distintos níveis temporais e suas relações. Este estudo propõe explorar essa lacuna, tomando por ponto de partida a tríade epistemológica da abordagem dialógica, a saber, suas bases semiótico-culturais, fenomenológicas e construcionistas. Em seguida, apresentará um estudo de caso em que serão analisadas as transições de desenvolvimento de um adolescente, considerando-se os complexos semióticos de gênero, raça e religião e seu papel nas transformações vividas em termos da organização temporal do self.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-08-01

Como Citar

Oliveira, M. C. S. L. de. (2016). Desenvolvimento do self e processos de hiperindividualização: interrogações à Psicologia Dialógica . Psicologia USP, 27(2), 201-211. https://doi.org/10.1590/0103-6564D20160004

Edição

Seção

Dossiê