A lógica e a teoria de Jean Piaget: a implicação significante

Autores

  • Leonidas Hegenberg Universidade de São Paulo; Instituto de Psicologia

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1678-51771991000100003

Palavras-chave:

Lógica, Jean Piaget, Implicação significante

Resumo

O termo"implicação" tem como referente principal o que se poderia denominar"situação dedutiva", isto é, cabe afirma"P1, P2, ...., Pn implicam C" sempre que C, seja conclusão deduzível das premissas Pi (com i variando de 1 a n). A implicação, nesse caso (e em casos de inferências similares) admite a leitura com o condicional"Se, então". Não raro, o condicional é usado para ler o composto 'p q', do cálculo proposiocional, construído com o juntor filônico, assim chamado em homenagem a Filon, de Megara, o que provoca certas dificuldades, particularmente se ele sugere ter havido dedução. A par disso, o condicional"Se, então" ocupa um posto de relevo nas explicações (inclusive as causais). Identificando os vários empregos de"Se, então, caracteriza-se o significado apropriado de 'implicação significante' (termo introduzido por Piaget) e se mostra de que modo permite superar a dicotomia operações-causalidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1991-01-01

Como Citar

Hegenberg, L. (1991). A lógica e a teoria de Jean Piaget: a implicação significante . Psicologia USP, 2(1-2), 25-32. https://doi.org/10.1590/S1678-51771991000100003

Edição

Seção

Artigos Originais