A família pobre e a escola pública: anotações sobre um desencontro

Autores

  • Maria Helena Souza Patto Universidade de São Paulo; Instituto de Psicologia

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1678-51771992000100011

Palavras-chave:

Família, Escolas, Fracasso Escolar, Preconceito, Interação professor-aluno

Resumo

A partir do fato de que a escola pública elementar tem fracassado em sua função de escolarizar a maioria das crianças brasileiras e levando em conta que as crianças mais atingidas pertencem aos segmentos mais pobres das classes trabalhadoras, o artigo analisa os determinantes da má qualidade da escola oferecida a estas crianças. Entre estes determinantes, o preconceito contra pobres e negros, de profundas raízes na sociedade brasileira, atua como poderoso estruturante das práticas e processos que se dão na escola. A superação deste estado de coisas é discutida no âmbito dos direitos da cidadania e das relações de poder numa sociedade de classes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1992-01-01

Como Citar

Patto, M. H. S. (1992). A família pobre e a escola pública: anotações sobre um desencontro . Psicologia USP, 3(1-2), 107-121. https://doi.org/10.1590/S1678-51771992000100011

Edição

Seção

Artigos Originais