[1]
N. Nale, “Programação de Ensino no Brasil. O Papel de Carolina Bori”, Psicol. USP, vol. 9, nº 1, p. 275-301, jan. 1998.