Do desembarque do navio ao embarque na canoa: Gioconda Mussolini, 1886-1938

  • Andrea Ciacchi Universidade Federal da Integração Latino-Americana
Palavras-chave: Gioconda Mussolini, Antropologia brasileira, trajetórias intelectuais, Instituto de Educação “Caetano de Campos”, Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo, Emigração italiana em São Paulo.

Resumo

O objetivo principal deste trabalho é a reconstrução de um aspecto específico da trajetória biográfica e intelectual de Gioconda Mussolini, aluna, assistente e professora, sucessivamente, na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo de 1935 a 1969: o seu percurso escolar, da infância à licenciatura na FFCL. Proponho, no entanto, ir ainda mais longe, no tempo e no espaço, para incluir nesta trajetória a chegada da Itália ao Brasil da sua família paterna, em 1886, e a sua experiência escolar, na cidade de São Paulo, nos anos Vinte e Trinta do século passado. A hipótese é que esse percurso é determinado em grande medida pelo seu pertencimento a uma parcela peculiar da experiência ítalo-paulista no começo do século XX, por um lado, e, por outro, que ele determina o seu encaminhamento para as ciências sociais e para a Antropologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-12-22
Como Citar
Ciacchi, A. (2015). Do desembarque do navio ao embarque na canoa: Gioconda Mussolini, 1886-1938. Revista De Antropologia, 58(2), 69-98. https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2015.108512
Seção
Dossiê