O movimento dos conceitos na antropologia

Autores

  • Roberto Cardoso de Oliveira Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.1993.111381

Palavras-chave:

etnodesenvolvimento, fricção interétnica, indigenismo, sujeito epistêmico, antropologia periférica

Resumo

A antropologia periférica (aquela praticada fora da Inglaterra, França e Estados Unidos) latino-americana opera com um sujeito epistêmico singular. Não estuda um outro transoceânico e distante, mas um outro interno e próximo. Isto implica num compromisso ético deste sujeito cognoscente com a construção da nação (''nation building"), e manifesta-se aqui na forma do indigenismo, que marca o desenvolvimento da antropologia em toda a América Latina. Os conceitos de fricção interétnica e etnodesenvolvimento apontam para a especificidade de nossos dilemas e mostram a grande importância que o contexto nacional tem para o horizonte de nossas pesquisas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1993-12-17

Como Citar

Oliveira, R. C. de. (1993). O movimento dos conceitos na antropologia. Revista De Antropologia, 36, 13-31. https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.1993.111381

Edição

Seção

Artigos