Minha vida como estudante no mundo dos brancos

  • Nelly Duarte Universidade Federal do Rio de Janeiro. Museu Nacional
Palavras-chave: Ações afirmativas, Racismo, Pós-graduação, Povos indígenas, Antropologia social

Resumo

Este texto foi escrito em função de um convite para conversar sobre a política de ação afirmativa para ingresso no Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social do Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Como estudante indígena marubo, conto nestas páginas como aconteceu meu ingresso na sociedade não indígena. Esta reflexão passa necessariamente por uma apresentação de minha etnia e mais especificamente de minha família, o difícil caminho que me levou a estudar até chegar à universidade e, por fim, as maneiras que encontrei para vencer os obstáculos mais variados. Concluo com uma avaliação sobre a importância das ações afirmativas na pós-graduação e o papel das lideranças indígenas nesse processo.
     

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nelly Duarte, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Museu Nacional
     
Publicado
2017-05-12
Como Citar
Duarte, Nelly. 2017. Minha Vida Como Estudante No Mundo Dos Brancos. Revista De Antropologia 60 (1), 47-54. https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2017.132066.
Seção
Dossiê - Ações Afirmativas dos Programas de Pós-Graduação em Antropologia