História e Etnologia. Lévi-Strauss e os embates em região de fronteira

  • Lilia K. Moritz Schwarcz Universidade de São Paulo
Palavras-chave: fronteiras disciplinares, sincronia e diacronia, Antropologia, História, Etnologia

Resumo

O objetivo desse texto é recuperar, a partir de dois textos específicos de Lévi-Strauss, o debate que esse autor trava com a História. Tratam-se mais exatamente de dois ensaios que, apesar de apresentarem título idêntico - "História e etnologia" -, foram redigidos em momentos diferentes e, mais interessante, não se remetem um ao outro. O primeiro deles, e o mais conhecido, é parte da famosa coletânea de artigos escritos por Lévi-Strauss durante os anos 40 e 50, intitulada Antropologia Estrutural. O artigo em questão fora publicado originalmente com o mesmo título na Revue de Métaphysique et de Morale, número 54, no ano de 1949. Já o segundo artigo, é o resultado de uma palestra apresentada por Lévi-Strauss, em 2 de julho de 1983, na Sorbonne, por ocasião do quinto ciclo de conferências em homenagem a Marc Bloch e editado na revista dos Annales, no mesmo ano. A intenção é, portanto, tomar as análises de Lévi-Strauss, entendido nessas searas como o mais radical dos antropólogos em seu método sincrônico e sem sujeito, e perceber como na delimitação disciplinar, sobretudo no campo da Antropologia, pareceu necessária a contraposição com a História.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1999-01-01
Como Citar
Schwarcz, L. (1999). História e Etnologia. Lévi-Strauss e os embates em região de fronteira. Revista De Antropologia, 42(1-2), 199-222. https://doi.org/10.1590/S0034-77011999000100011
Seção
Artigos