Desenclavar as ciências sociais na África lusófona: a Iniciativa Especial do CODESRIA

  • Carlos Cardoso Centro de Estudos Sociais Amílcar Cabral
Palavras-chave: Produção científica, contexto epistémico, isolamento, fragmentação, crise, integração

Resumo

Este artigo analisa a Iniciativa Especial para a África Lusófona do Conselho para o Desenvolvimento da Pesquisa em Ciências Sociais em África (CODESRIA), inserindo-a no âmbito dos esforços que o Conselho tem feito para lutar contra a fragmentação da produção científica no continente e o perigo do isolamento de certas comunidades científicas. Adotando uma perspetiva histórica, começa por abordar a trajetória das ciências sociais nesses países, mas também discorre sobre o contexto epistêmico em que elas se desenvolvem, nomeadamente, a crise em que as escassas instituições de pesquisa foram mergulhando nas últimas décadas, a insipiência do sistema de Ensino Superior e a fraca participação do Estado no financiamento dessas instituições. Com este pano de fundo, são analisados os desafios que se colocam às ciências sociais em países africanos, bem como algumas iniciativas que têm surgido no domínio de estudos sociais. Por fim, são analisados os elos de ligação existentes entre as atividades do CODESRIA, a Iniciativa Lusófona e a integração dos cientistas sociais africanos lusófonos nos programas deste Conselho.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-12-23
Como Citar
Cardoso, Carlos. 2017. Desenclavar As Ciências Sociais Na África Lusófona: A Iniciativa Especial Do CODESRIA. Revista De Antropologia 60 (3), 89-111. https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2017.141647.
Seção
DOSSIÊ - Olhares cruzados para a África: trânsitos e mediações