Lembranças do pós-guerra no sul de Angola: vivências e reconstrução da vida cotidiana

  • Camila A. M. Sampaio Universidade Federal do Maranhão
Palavras-chave: Angola, guerra, pós-guerra, evento crítico, cotidiano

Resumo

Neste artigo enfatizo a presença da guerra como evento crítico na trajetória de alguns habitantes da província do Cunene, ao sul de Angola. Percorro aspectos históricos gerais da região, mapeando o contexto de episódios de violência que marcaram o território. Apresento como o próprio Estado elege um heterodoxo monumento como símbolo da destruição gerada pela guerra, forjando para si uma imagem de Estado em prol da paz. São analisadas trajetórias e percepções de pessoas que vivenciaram a guerra em diferentes intensidades e reelaboram cotidianamente formas de estar no mundo. Ter visto “uma guerra só”; estar “à espera do marido”; receber a ajuda financeira e afetiva de uma “amizade interessada”; trabalhar de forma itinerante e nem sempre remunerada: todas essas são formas que ultrapassam o lugar do trauma e que se adaptam diariamente às possibilidades diante daquele contexto.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-12-23
Como Citar
Sampaio, Camila. 2017. Lembranças Do Pós-Guerra No Sul De Angola: Vivências E Reconstrução Da Vida Cotidiana. Revista De Antropologia 60 (3), 257-83. https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2017.141652.
Seção
Artigos