Perspectivas do Sul sobre relações de gênero e sexualidades: uma intervenção queer

Autores

  • Zethu Matebeni University of Cape Town

DOI:

https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2017.141826

Palavras-chave:

Sexualidade, mulheres lésbicas blacks, África do Sul, queer, movimento #RhodesMustFall

Resumo

Este artigo parte do contexto sul-africano para repensar a produção de conhecimento sobre relações de gênero e sexualidade. Lidando com a violência brutal e o assassinato de mulheres lésbicas blacks em particular, sigo as maneiras como aquilo que venho chamando de “virada queer” contribuiu simultaneamente com o avanço e a invisibilização de determinadas lutas. Com base na experiência do movimento #RhodesMustFall e algumas produções artísticas e culturais, argumento pela reimaginação queer não apenas em relação a identidades de gênero ou sexuais, mas também como uma forma de desestabilizar noções de pertencimento articuladas pelo racista e heteronormativo projeto neocolonial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2017-12-23

Como Citar

Matebeni, Z. (2017). Perspectivas do Sul sobre relações de gênero e sexualidades: uma intervenção queer. Revista De Antropologia, 60(3), 26-44. https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2017.141826

Edição

Seção

DOSSIÊ - Olhares cruzados para a África: trânsitos e mediações