Sobre as flautas sagradas xinguanas e a antropologização do mundo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/1678-9857.ra.2021.186653

Palavras-chave:

Xinguanos, flautas sagradas, interdição visual, antropologização do mundo, Pierre Clastres

Resumo

Este artigo apresenta um estudo sobre as flautas sagradas nas terras baixas da América do Sul, tomadas as xinguanas como objeto central de atenção. Também, é uma abordagem do que chamo antropologização do mundo, ou seja, a inversão da hegemonia dos espíritos mama´e face aos humanos. O artigo explora a ideia de Pierre Clastres de "contra" que me levou a uma visão dos xinguanos como sociedades disciplinares, de acordo com Foucault, mas ainda assim em uma perspectiva contra a modernidade, a partir das considerações de Bruno Latour.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael José de Menezes Bastos, Universidade Federal de Santa Catarina

Rafael José de Menezes Bastos é Professor Titular, aposentado, voluntário, Departamento de Antropologia, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Referências

ALMEIDA, João Albuquerque de. 2019. Entrevista com Ayupú sobre suas intenções para a flauta yaku,i. Manuscrito.

ALMEIDA, João Albuquerque de. 2020. Comunicação Pessoal.

BARCELOS NETO, Aristóteles. 2002. A Arte dos Sonhos: Uma Iconografia Ameríndia. Lisboa: Assírio & Alvim.

BARCELOS NETO, Aristóteles. 2008. Apapaatai: Rituais de Máscaras no Alto Xingu. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo.

BASSO, Ellen. 1985. A Musical View of the Universe: Kalapalo myth and ritual performances. Philadelphia: University of Pennsylvania Press,

BENJAMIN, Walter. 1969 (1936). “A Obra de Arte no Tempo de suas Técnicas de Reprodução”, in: VELHO, Gilberto (org).. Sociologia da Arte, IV. Rio de Janeiro: Zahar, pp. 15-47.

BRABEC DE MORI, Bernd; SEEGER, Anthony (org). 2013. “Introduction: Considering Music, Humans, and Non-humans” The Human and Non-Human in South American Music”. Ethnomusicology Forum, Special Issue, v. 22, n. 3: 269-286. DOI: https://doi.org/10.1080/17411912.2013.844527

CLASTRES, Pierre. 1978 (1974). “A Sociedade contra o Estado”. In: CLASTRES, Pierre. A Sociedade contra o Estado: Pesquisas de Antropologia Política. Rio de Janeiro: Francisco Alves, pp. 132–52.

DELEUZE, Gilles. 1968. Différence et Répétition. Paris: Presses Universitaires de France.

DELEUZE, Gilles. 1996. “Un Nouveau Cartographie” (“Surveiller et Punir”)”. In DELEUZE, Gilles. Foucault. Paris: Minuit, pp. 31–51.

FOUCAULT, Michel (1999 [1999]). As palavras e as coisas: uma arqueologia das ciências humanas, tradução brasileira, 8ª ed. São Paulo: Martins Fontes.

FRANCHETTO, Bruna. 1996. “Mulheres entre os Kuikuro”. Revista de Estudos Feministas v. 4, n.1: 35-54. DOI: https://doi.org/10.1590/%25x

FRANCHETTO, Bruna; MONTAGNANI, Tommaso. 2011. “Flûtes des Hommes, chants des femmes Images et relations sonores chez les Kuikuro du Haut-Xingu”. Gradhiva, v. 13: 95-111. DOI: https://doi.org/10.4000/gradhiva.2052

FRANCHETTO, Bruna; MONTAGNANI, Tommaso. 2012. “When Women Lost Kagutu Flutes, To Sing Tolo Was All They Had Left: gender relations among the Kuikuro of Central Brazil as revealed in ordeals of language and music”. Journal of Anthropological Research v. 68, n. 37: 339-355. DOI: https://doi.org/10.3998/jar.0521004.0068.303

FRANCHETTO, Bruna; MONTAGNANI, Tommaso. 2014. “Langue et musique chez les Kuikuro du Haut-Xingu”. Cahiers d’Anthropologie Sociale, v. 10: 54-76. DOI: https://doi.org/10.3917/cas.010.0054

GREGOR, Thomas. 1977. Mehinaku: The Drama of Daily Life in a Brazilian Indian Village. Chicago: University of Chicago Press.

HERDT, Gilbert H. 1981. Guardians of the Futes: idioms of masculinity. New York: McGraw-Hill.

HERDT, Gilbert H. (Org.). 1982. Rituals of Manhood: male initiation in Papua, New Guinea. Berkeley: University of California Press.

HILL, Jonathan D. 1993a. “Metamorphosis: Mythic and musical modes of ceremonial exchange among the Wakuénai of Venezuela”. In: KUSS, M. (Org.). A Universe of Music: a world history. Washington: Smithsonian Institution Press.

HILL, J. D. 1993b. Keepers of the sacred chants: the poetics of ritual power in an Amazonian society. Tucson: University of Arizona Press.

HILL, Jonathan; CHAUMEIL Jean-Pierre (eds). 2011. Burst of Breath: Indigenous Ritual Wind Instruments in Lowland South America. Lincoln: University of Nebraska Press.

HOGBIN, Ian. 1970. The Island of Menstruating Men: Religion in Wogeo, New Guinea. Scranton: Chandler.

HORNBOSTEL, Eric. M.; SACHS, Curt.1961[1914]. “Classification of Musical Instruments” (English Version), Galpin Society Journal, v. 14: 3-29. DOI: https://doi.org/10.2307/842168

HUGH-JONES, Stephen. 1979. The Palm and the Pleiades: Initiation and Cosmology in Northwest Amazonia. Cambridge: Cambridge University Press.

HUGH-JONES, Christine. 1979. From the Milk River: Spatial and Temporal Processes in Northwest Amazonia. Cambridge: Cambridge University Press.

JACQUES, Tatyana de Alencar. 2016. “Relendo ´A Musicológica Kamayurá`, de Rafael José de Menezes Bastos: 40 Anos Para Além de uma Antropologia Sem Música e de uma Musicologia Sem Homem”. Gesto, Imagem e Som: Revista de Antropologia, v. 1: 280-289. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2525-3123.gis.2016.116379

JUNQUEIRA, Carmem. 1998. “O Poder do Mito”, Intercâmbio. Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem. vol 7. pp:103-111.

LATOUR, Bruno. 1994 (1991). Jamais fomos modernos: Ensaios de Antropologia Simétrica. Rio de Janeiro: Editora 34.

MCCALLUM, Cecilia. 1994. “Ritual and the Origin of sexuality in the Alto Xingu”. In: HARVEY, Penelope; GOW, Peter. (eds.) Sex and Violence: Issues in Representation and Experience. London: Routledge.

MELLO, Maria Ignez Cruz. 1999. Música e Mito entre os Wauja do Alto Xingu. Florianópolis, Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Santa Catarina. http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/80830 (Acesso em 30/03/2021)

MELLO, Maria Ignez Cruz. 2005. Iamurikuma: Música, Mito e Ritual entre os Wauja do Alto Xingu. Florianópolis, Tese de doutorado, Universidade Federal de Santa Catarina. http://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/102877 (Acesso em 30 de março de 2021)

MELLO, Maria Ignez Cruz. 2011. “The Ritual of Iamurikuma and the Kawoká Flutes”. In: HILL, Jonathan; CHAUMEIL, Jean-Pierre. (orgs). Burst of Breath: New Research on Indigenous Ritual Flutes in Lowland South America. Lincoln: University of Nebraska Press, pp. 257-276.

MENEZES BASTOS, Rafael José de. 1978. A Musicológica Kamayurá: para uma antropologia da comunicação no Alto Xingu. Brasília: Fundação Nacional do Índio.

MENEZES BASTOS, Rafael José de. 1985. “O ´Payemeraka´ Kamayurá: Uma Contribuição à Etnografia do Xamanismo no Alto Xingu”. Revista de Antropologia vol. 27-28: 139-178. Disponível em: http://www.etnolinguistica.org/biblio:bastos-1985-payemeramaraka. Acesso em 30 de março de 2021.

MENEZES BASTOS, Rafael José de. 1999. A Musicológica Kamayurá: Para uma Antropologia da Comunicação no Alto Xingu, 2ª. Edição. Florianópolis: Editora da UFSC.

MENEZES BASTOS, Rafael José de. 2006. “Leonardo, A Flauta: uns sentimentos selvagens”. Revista de Antropologia v. 49, n. 2: 557-579. DOI: https://doi.org/10.1590/S0034-77012006000200002

MENEZES BASTOS, Rafael José de. 2011, “Leonardo, the Flute: on the Sexual Life of Sacred Flutes among Xinguano Indians”, In HILL, Jonathan; CHAUMEIL, Jean-Pierre. (orgs) Burst of Breath: New Research on Indigenous Ritual Flutes in Lowland South America. Lincoln: University of Nebraska Press, pp. 69-91.

MENEZES BASTOS, Rafael José de. 2012. “Audição do Mundo Apùap II – Conversando com “Animais”, “Espíritos” e outros Seres. Ouvindo o Aparentemente Inaudível, Antropologia em Primeira Mão, v. 134: 5-21. Disponível em:https://antropologiaprimeiramao.paginas.ufsc.br/files/2012/11/134_rmbastos_audicao.pdf Acesso em: 30 de março de 2021.

MENEZES BASTOS, Rafael José de. 2013. “Apùap World Hearing Revisited: Talking with ‘Animals’, ‘Spirits’ and other Beings, and Listening to the Apparently Inaudible”, In Ethnomusicology Forum v. 22, n. 3: 287-305. DOI: https://doi.org/10.1080/17411912.2013.845364

MENEZES BASTOS, Rafael José de. 2017. "Tradução intersemiótica, sequencialidade e variação nos rituais musicais das terras baixas da América do Sul". Revista de Antropologia v. 60, n.2: 342-355. DOI: https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2017.137312

MENEZES BASTOS, Rafael José de. 2019. A Festa da Jaguatirica: Uma Partitura Crítico-Interpretativa, 2ª Ed. Florianópolis: Editora da Universidade Federal de Santa Catarina.

MONTARDO, Deise Oliveira. 2009. Através do Mbaraka: Música, Dança e Xamanismo Guarani. São Paulo: Edusp.

MURPHY, Robert F.; QUAIN, Buell. 1966. The Trumai Indians of Central Brazil. Seattle e Londres: University of Washington Press.

NOGUEIRA, Isabel; FONSECA, Susan Campos (org), 2013. Estudos de Gênero, Corpo e Música: Abordagens Metodológicas. Goiânia/Porto Alegre: Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Música. Série Pesquisa em Música, vol. 3. Disponível em: https://www.anppom.com.br/ebooks/index.php/pmb/catalog/view/3/4/24-1 Acesso em 30 de março de 2021.

PERRONE-MOISÉS, Beatriz; SZTUTMAN, Renato; CARDOSO, Sergio. 2011. Apresentação Dossiê Pensar com Pierre Clastres. Revista de Antropologia, v. 54, n. 2: 555-556. DOI: https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2011.39638 .

PIEDADE, Acácio Tadeu de Camargo. 1997. Música Yepâ Masa: Por uma Antropologia da Música no Alto Rio Negro. Florianópolis, dissertação de mestrado, Universidade Federal de Santa Catarina. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/77236. Acesso em 30 de março de 2021.

PIEDADE, Acácio Tadeu de Camargo. 1999. “Flautas e Trompetes Sagrados do Noroeste Amazônico: Sobre Gênero e Música do Jurupari”. Horizontes Antropológicos v. 11: 93-118. DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-71831999000200005

PIEDADE, Acácio Tadeu de Camargo. 2004. O Canto do Kawoka: Música, Cosmologia e Filosofia entre os Wauja do Alto Xingu. Florianópolis, Tese de doutorado, Universidade Federal de Santa Catarina. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/86556 (Acesso em 30 de março de 2021)

PIEDADE, Acácio Tadeu de Camargo. 2011. “From Musical Poetics to Deep Language: The Ritual of the Wauja Sacred Flutes”. In HILL, Jonathan D; CHAUMEIL, Jean-Pierre. (eds.) Burst of Breath: New Research on Indigenous Ritual Flutes in Lowland South America. Lincoln, University of Nebraska Press, pp. 239-256.

PRINZ, Ulrike, 2011. “Spirits, Ritual Staging and Transformative Power in the Music of the Upper Xingu River”. In Jonathan D; CHAUMEIL, Jean-Pierre. (eds.) Burst of Breath: New Research on Indigenous Ritual Flutes in Lowland South America. Lincoln, University of Nebraska Press. pp. 277-300.

SZTUTMAN, Renato. 2020. “Perspectivismo contra o Estado. Uma política do conceito em busca de um novo conceito de política”, Revista de Antropologia v. 63, n. 1: 185-213. DOI: https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2020.169177

VALENTINI, Luísa. 2019. Arquivos do futuro: relações, caminhos e cuidados no arranjo preliminar da documentação pessoal de antropólogos. São Paulo,Tese de Doutorado, Universidade de São Paulo.

VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. 1992. “O mármore e a murta: Sobre a inconstância da alma selvagem”. Revista de Antropologia v. 35: 21-74. DOI: https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra

Downloads

Publicado

2021-06-30

Como Citar

Bastos, R. J. de M. (2021). Sobre as flautas sagradas xinguanas e a antropologização do mundo . Revista De Antropologia, 64(2), e186653. https://doi.org/10.11606/1678-9857.ra.2021.186653

Edição

Seção

Artigos