Apresentação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/1678-9857.ra.2022.193010

Palavras-chave:

Mitologia, Etnografia, Transformações, Américas indígenas

Resumo

O conjunto de trabalhos aqui reunidos é dedicado à relação entre mitologia e etnografia, partindo do estudo dos mitos e suas transformações em diversos povos indígenas de distintas regiões nas Américas indígenas. As pesquisas contempladas no dossiê percorrem um arco desenhado entre o Brasil Central, os afluentes do Rio Guaporé e o interflúvio Juruá-Purus no Sudoeste amazônico/Amazônia Ocidental, o Alto Rio Negro no Noroeste Amazônico, Mesoamérica e Noroeste Mexicano. Todos os artigos tomam como inspiração as lições das Mitológicas, de Claude Lévi-Strauss, uma das obras mais monumentais já produzidas no âmbito da antropologia e das ciências humanas. O impacto deste trabalho é, desde sua publicação inaugural em 1964, muito significativo para toda a pesquisa etnográfica realizada na etnologia indígena. Mas a despeito desta trivial avaliação, por sua complexidade, as Mitológicas estão longe de ter sido esgotadas. Este dossiê pretende adensar o estudo dos mitos entre povos indígenas, contribuindo para o entendimento de sua atualidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Vianna, Universidade Federal do Espírito Santo. Vitória, ES, Brasil

João Vianna é antropólogo, psicólogo e professor adjunto na Universidade Federal do Espírito Santo. É pesquisador vice-líder do GAIA: Núcleo de Estudos dos Povos da Terra e pesquisador do Organon - Núcleo de estudo, pesquisa e extensão em mobilizações sociais.

Nicole Soares-Pinto, Universidade Federal do Espírito Santo. Vitória, ES, Brasil

Nicole Soares-Pinto é professora do Departamento e do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Universidade Federal do Espírito Santo. Doutora em Antropologia Social pelo PPGAS-UnB. Realizou dois estágios pós doutorais no PPGAS-Museu Nacional (UFRJ), em 2016 e em 2020.

Referências

ANDRELLO, Geraldo; VIANNA, João Jackson Bezerra. 2022. “A humanidade e seu(s) gênero(s): mito, parentesco e diferença no noroeste amazônico”. Revista de Antropologia, vol. 65, n.1: e192786. DOI https://doi.org/10.11606/1678-9857.ra.2022.192786

CALAVIA SÁEZ, Oscar. 2004. "Resenha de O cru e o cozido (Mitológicas v.1) e Do mel às cinzas (Mitológicas v.2)”. Ilha, vol. 6, n. 1, 2: 241-247. DOI https://doi.org/10.5007/%25x

CALAVIA SÁEZ, Oscar. 2022. “Mitologias populares, elaboraciones eruditas”. Revista de Antropologia, vol. 65, n.1: e192933. DOI https://doi.org/10.11606/1678-9857.ra.2022.192933

FUJIGAKI, Alejandro. 2022. “Transmigrar entre planos de existencia. Desanidando las Mitológicas desde el noroeste de México”. Revista de Antropologia, vol. 65, n.1: e192789. DOI https://doi.org/10.11606/1678-9857.ra.2022.192789

GOW, Peter. 1991. Of Mixed Blood. Kinship and History in Peruvian Amazonia. Oxford: Clarendon Press.

GOW, Peter. 2001. An Amazonian Myth and its History. Oxford/New York. Oxford University Press.

GOW, Peter. 2022. “A História de Carolina. Um estudo de caso sobre a difusão de um mito no Sudoeste Amazônico”. Revista de Antropologia, vol. 65, n.1: e192829. DOI https://doi.org/10.11606/1678-9857.ra.2022.192829

KOPENAWA, Davi; ALBERT, Bruce. 2015. A queda do céu: palavras de um xamã yanomami. Tradução de Beatriz Perrone-Moisés. São Paulo: Companhia das Letras.

LÉVI-STRAUSS, Claude. 2004. O cru e o cozido (Mitológicas v. 1). São Paulo: Cosac Naify.

LÉVI-STRAUSS, Claude. 2004. Do mel às cinzas (Mitológicas v. 2). São Paulo: Cosac Naify.

LÉVI-STRAUSS, Claude. 2006. A origem dos modos à mesa (Mitológicas v. 3). São Paulo: Cosac Naify.

LÉVI-STRAUSS, Claude. 2011. O homem nu (Mitológicas v.4). São Paulo: Cosac Naify.

LÉVI-STRAUSS, Claude. 1979. La voie des masques. Paris: Plon.

LÉVI-STRAUSS, Claude.1986. A oleira ciumenta. São Paulo: Brasiliense.

LÉVI-STRAUSS, Claude. 1989. “A Ciência do Concreto”. In: O Pensamento Selvagem. Campinas, São Paulo: Papirus, pp.15-50.

LÉVI-STRAUSS, Claude. 1993. História de lince. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

MATOS, Marcos. 2022. “Entre sucuris e queixadas: transformações nos mitos pano de origem da ayahuasca”. Revista de Antropologia, vol. 65, n. 1: e192783. DOI https://doi.org/10.11606/1678-9857.ra.2022.192783.

NUNES, Eduardo Soares. 2022. “A cultura dos mitos: do regime de historicidade karajá e sua potência ‘fria’". Revista de Antropologia, vol. 65, n.1: e192801. DOI https://doi.org/10.11606/1678-9857.ra.2022.192801

PERRONE-MOISÉS, Beatriz. 2021. “Prefácio”. In: LÉVI-STRAUSS, Claude. O Cru e o Cozido. São Paulo: Zahar Editora, pp. 7-21.

SOARES-PINTO, Nicole. 2022. “Mulheres-Onça: gênero e antropofagia no Complexo do Marico (sudoeste amazônico)”. Revista de Antropologia, vol. 65, n.1: e192785. https://doi.org/10.11606/1678-9857.ra.2022.192785

STRATHERN, Marilyn. 2004. Partial Connections. Updated Edition. Oxford: Altamira Press.

VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. 2002. A Inconstância da Alma Selvagem. São Paulo: Cosac Naify.

VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. 2016. “Metaphysics as mythophysics, or, why I have always been an anthropologist”. In: CHARBONNIER, Pierre; SALMON, Gildas; SKAFISH, Peter (Eds.) Comparative Metaphysics: Ontology after Anthropology. London: Rowman & Littlefield International, pp: 249-273.

Downloads

Publicado

2022-04-27

Como Citar

Vianna, J., & Soares-Pinto, N. (2022). Apresentação. Revista De Antropologia, 65(1), e193010 . https://doi.org/10.11606/1678-9857.ra.2022.193010

Edição

Seção

Dossiê - Entre a mitologia e a etnografia: transformações nas Américas indígenas