Direitos humanos e os trabalhos da imaginação: uma etnografia da ordenação da primeira reverenda trans da América Latina

Autores

  • Olívia Alves Barbosa Universidade de São Paulo
  • Aramis Luis Silva Universidade Federal de São Paulo
  • Renata Nagamine Universidade da Califórnia

DOI:

https://doi.org/10.11606/1678-9857.ra.2022.195892

Palavras-chave:

Direitos Humanos, Religião, Transgeneridade

Resumo

Este texto está articulado em torno da etnografia da ordenação clerical de Alexya Salvador, primeira pastora transgênero latino-americana. Interessada em descrever e refletir sobre possíveis modos contemporâneos de correlacionar as categorias religião e direitos humanos, a análise coloca em foco a produção de cenas icônicas, artefatos de comunicação que inscrevem quadros vivos em redes orientadas a redefinir os sentidos dessas categorias a partir de experiências concretas e comunicáveis. Sob este enquadramento, direitos humanos podem ser compreendidos como uma linguagem em ação que possibilita a agentes que se denominam e são reconhecidos como religiosos dar forma e expressão às suas imaginações, as quais desconhecem fronteiras estabilizadas entre o político, o religioso e, neste caso, o erótico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Olívia Alves Barbosa, Universidade de São Paulo

Olívia Alves Barbosa é doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade de São Paulo. 

Aramis Luis Silva, Universidade Federal de São Paulo

Aramis Luis Silva é doutor em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo. Pós-doutorando no Programa de Ciências Sociais da Universidade Federal de São Paulo e Pesquisador do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento. 

Renata Nagamine, Universidade da Califórnia

Renata Nagamine é doutora em Direito Internacional pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Visiting Scholar na University of California, Berkeley

Referências

ARENDT, Hannah. 1992. Lectures on Kant’s Political Philosophy. Chicago, The University of Chicago Press.

ASSEMBLEIA GERAL DAS NAÇÕES UNIDAS. 1948. Declaração Universal dos Direitos Humanos. Paris: Organização das Nações Unidas. Versão online disponível em https://www.unicef.org/brazil/declaracao-universal-dos-direitos-humanos acesso em 12 dez. 2022.

BARBOSA, Olívia; NAGAMINE, Renata; SILVA, Aramis Luis. 2021. Uma trajetória imagética: a construção de uma Pastora Trans. Ponto Urbe, vol. 29. DOI: 10.4000/pontourbe.10952.

CEFAÏ, Daniel. 1996. La Construction des Problèmes Publics: Définitions de Situations dans des Arènes Publiques. Réseaux.

CEFAÏ, Daniel. 2017. Públicos, Problemas públicos, arenas públicas...: O que nos ensina o pragmatismo (Parte 1). Novos estudos CEBRAP, vol. 36, n. 1: 187-213. DOI 10.25091/S0101-3300201700010009.

GEERTZ, Clifford. 1989. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Editora Guanabara Koogan.

GOMBRICH, Ernst Hans. 2008. A história da arte. Rio de Janeiro: LTC.

HUNT, Lynn. 2009. A invenção dos direitos humanos: uma história. São Paulo, Editora Companhia das Letras.

ICM – Igreja da Comunidade Metropolitana. 2016. Declaração de Fé das ICMs. [s/l]: Fraternidade Universla das Igrejas da Comunidade Metropolitana. Disponível em https://mccchurch.org/files/2017/01/DECLARA%C3%87%C3%83O-DE-F%C3%89-DAS-ICM%C2%B4S.pdf acesso em 10 dez. 2022.

JESUS, Fátima Weiss de. 2010. “A cruz e o arco-íris: Refletindo sobre gênero e sexualidade a partir de uma ‘igreja inclusiva’ no brasil”. Ciencias Sociales y Religión, vol. 12, n. 12: 131-146. DOI 10.22456/1982-2650.12731.

JESUS, Fátima Weiss de. 2012. Unindo a cruz e o arco-íris: Vivência Religiosa, Homossexualidades e Trânsitos de Gênero na Igreja da Comunidade Metropolitana de São Paulo. Florianópolis, Tese de Doutorado, Universidade Federal de Santa Catarina.

MEYER, Birgit. 2010. Aesthetics of Persuasion: Global Christianity and Pentecostalism’s Sensational Forms. South Atlantic Quarterly, vol. 109, n. 4: 741-763. DOI 10.1215/00382876-2010-015

MEYER, Birgit. 2019. “De comunidades imaginadas a formações estéticas: mediações religiosas, formas sensoriais e estilos de vínculos”. In: GIUMBELLI, Émerson; RICKLI, João; TONIOL, Rodrigo (orgs.). Como as coisas importam: uma abordagem material da religião – Textos de Birgit Meyer. Porto Alegre: Editora da UFRGS, pp. 43-80.

NATIVIDADE, Marcelo. 2010. Uma homossexualidade santificada? Etnografia de uma comunidade inclusiva pentecostal. Religião & Sociedade, n. 30: 90-121. DOI 10.1590/S0100-85872010000200006.

MONTERO, Paula; SILVA, Aramis Luis; SALES, Lilian. 2018. Fazer religião em público: encenações religiosas e influência pública. Horizontes Antropológicos, n. 24, 131-164. DOI 10.1590/S0104-71832018000300006.

SILVA, Aramis Luis. 2016. Uma igreja em marcha. Relato etnográfico da participação da ICM na 20ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo. Ponto Urbe, n. 19. DOI: 10.4000/pontourbe.3314.

SILVA, Aramis Luis. 2020. “Brazilian Gay Pastorate in Mission to Cuba: Shaping a Transnational Community of Speech”. In: BAHIA, Joana; KAMP, Linda van de; OOSTERBAAN, Martijn (Eds.). Global trajectories of Brazilian religion: Lusospheres. Londres: Bloomsbury, pp. 71-84.

SILVA, Jeferson Batista da. 2019. Um lugar à mesa: estudo sobre a produção pastoral do ativismo" católico LGBT" brasileiro. Campinas, Dissertação de mestrado, Universidade Estadual de Campinas. DOI 10.13140/RG.2.2.21298.02246.SLIWINSKI, Sharon. 2006. The childhood of human rights: The Kodak on the Congo. Journal of Visual Culture, vol. 5, n. 3: 333-363. DOI 10.1177/147041290607051.

SLIWINSKI, Sharon. 2009. The aesthetics of human rights. Culture, Theory & Critique, vol. 50, n. 1: 23-39. DOI: 10.1080/14735780802696336.

SLIWINSKI, Sharon. 2015. “Inventing human dignity”. In: MCCLENNEN, Sophia; SCHULTHEIS, Alexandra (Org.). The Routledge companion to literature and human rights. Londres, Routledge pp. 173-183. DOI 10.4324/9781315778372.ch15.

TURNER, Victor. 1986. “Dewey, Dilthey, and drama: An essay in the anthropology of experience”. In: TURNER, Victor; BRUNER, Edward (Org.) The anthropology of experience. Champaign, University Illinois Pres, pp. 33-44.

Downloads

Publicado

2023-03-14

Como Citar

Barbosa, O. A. ., Silva, A. L., & Nagamine, R. . (2023). Direitos humanos e os trabalhos da imaginação: uma etnografia da ordenação da primeira reverenda trans da América Latina. Revista De Antropologia, 66, e195892. https://doi.org/10.11606/1678-9857.ra.2022.195892

Edição

Seção

Artigos

Dados de financiamento