Lembranças e reflexões sobre Pierre Clastres: entrevista com Bento Prado Júnior

  • Piero de Camargo Leirner UFSCar; Departamento de Ciências Sociais
  • Luiz Henrique de Toledo UFSCar; Departamento de Ciências Sociais

Resumo

A idéia de entrevistar Bento Prado Júnior, certamente um dos grandes nomes da filosofia atual, veio de uma conversa informal que tivemos com o editor da Revista de Antropologia, José Guilherme Magnani. Ao comentarmos sobre os relançamentos de obras clássicas na antropologia, em especial A sociedade contra o Estado de Pierre Clastres, mencionamos, de passagem, alguns encontros que tivemos com Bento Prado, tanto em uma das reuniões da Anpocs, oportunidade em que o filósofo debateu um paper do antropólogo Eduardo Viveiros de Castro 2
, quanto em outras ocasiões, na própria Universidade Federal de São Carlos. Nessas conversas informais ele pôde falar a respeito da possível, e julgamos necessária, relação entre filosofia e antropologia. Marcou-nos, como saldo dessas conversas, a  relevância de Clastres não só para pensar tal relação, mas também o sentido da universalidade de seu pensamento no que diz respeito à política, à natureza do poder, aos cânones da  moderna etnografia e à relação que os antropólogos travam com os nativos, enfim, aos sentidos mais gerais que norteiam a própria antropologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2003-01-01
Como Citar
Leirner, P., & Toledo, L. (2003). Lembranças e reflexões sobre Pierre Clastres: entrevista com Bento Prado Júnior. Revista De Antropologia, 46(2), 423-444. https://doi.org/10.1590/S0034-77012003000200011
Seção
Artigos