O que chamamos veado, com qualquer outro nome: preocupações sociais com sexualidade não-normativa e auto-imagem em Porto Alegre, Brasil

Autores

  • Benjamin Junge University of New York-New

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0034-77012008000200008

Palavras-chave:

masculinidade, sexualidade, homofobia

Resumo

Esta apresentação examina preocupações com a auto-imagem em conversas cotidianas sobre homossexualidade - de"piadas de veado" a declarações sobre direitos de gays e lésbicas - entre moradores de vila na cidade de Porto Alegre. Aplicando insights sociolingüísticos à análise de quatro estudos de caso etnográficos elaborados entre 2002 e 2003, considero o modo como interlocutores, referindo-se a formas não-normativas de desejo, identidade e práticas sexuais, recorrem a uma variedade de discursos de gênero e sexualidade - inclusive de machismo, ciência e medicina, e de direitos sexuais - e como o uso destes discursos fica sujeito a preocupações generificadas com auto-imagem. Neste contexto, examino também dinâmicas interpessoais e proficiências discursivas que encorajam a percepção de que um interlocutor possa ser homofóbico ou anti-gay, bem como os passos retóricos seguidos por um interlocutor para minimizar esta possibilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-01-01

Como Citar

Junge, B. (2008). O que chamamos veado, com qualquer outro nome: preocupações sociais com sexualidade não-normativa e auto-imagem em Porto Alegre, Brasil . Revista De Antropologia, 51(2), 607-650. https://doi.org/10.1590/S0034-77012008000200008

Edição

Seção

Artigos