O “egoísmo” como competência: um estudo de desculpas dadas nas relações de casal como forma de coordenação entre bem de si e moralidade

Autores

  • Alexandre Werneck Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2011.38586

Palavras-chave:

“Egoísmo”, desculpa, casal, efetivação, capacidade metapragmática.

Resumo

O objetivo deste trabalho é analisar como atores sociais podem utilizar o “egoísmo” como um elemento central para a efetivação de suas ações no âmbito de relações duradouras, mesmo diante de demandas de um bem comum como guia moral. Por meio de entrevistas com casais e da análise

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alexandre Werneck, Universidade Federal do Rio de Janeiro

É professor adjunto do Departamento de Sociologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, coordenador efetivo de pesquisa do Núcleo de Estudos de Cidadania, Conflito e Violência Urbana (NECVU) e editor de Dilemas: Revista de Estudos de Conflito e Controle Social. Fez pós-doutorado no Instituto de Filosofia e Ciências Sociais (IFCS) da UFRJ e tem doutorado (2009) em sociologia pelo Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia (PPGSA) do IFCS/UFRJ (com período de estágio doutoral na École des Hautes Études en Sciences Sociales), produzindo um trabalho recebedor de Menção Honrosa no Prêmio Capes de Tese 2010. Graduou-se em Comunicação Social na Escola de Comunicação (ECO) da UFRJ (2001) e tem mestrado em Comunicação e Cultura pela ECO/UFRJ (2004).

Downloads

Publicado

2012-08-16

Como Citar

Werneck, A. (2012). O “egoísmo” como competência: um estudo de desculpas dadas nas relações de casal como forma de coordenação entre bem de si e moralidade. Revista De Antropologia, 54(1). https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2011.38586

Edição

Seção

Artigos