Encenações da descrença: a performance dos espíritos e a presentificação do real

Autores

  • Vânia Z. Cardoso Universidade Federal de Santa Catarina
  • Scott C. Head Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2013.82469

Palavras-chave:

Performance, Teatralidade, Descrença, Narrativa, Espíritos, Capoeira.

Resumo

Para J. Fabian, a performance reescreve a clássica questão shakespeariana de “ser ou não ser”, como “ser e não ser”. É por meio da ambiguidade da performance, trazida à tona neste jogo de palavras, que buscamos explorar os sentidos da descrença que impregnam tanto estórias sobre “espíritos”, contadas pelos que lhes procuram em busca de “conselhos” e “ajuda” em centros religiosos afro-brasileiros, como estórias sobre a mandinga da capoeira. Partindo da relação teatral entre encenação e suspensão da descrença, o artigo se encontra suspenso entre o retraçar de um modo pelo qual uma visão essencialmente teatral da vida social tem sido elaborada nas ciências sociais e uma intervenção etnográfica nesta visão, em rumo à uma noção mais propriamente performativa do real.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-12-12

Como Citar

Cardoso, V. Z., & Head, S. C. (2013). Encenações da descrença: a performance dos espíritos e a presentificação do real. Revista De Antropologia, 56(2), 257-289. https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2013.82469

Edição

Seção

Dossiê: Antropologia e Performance