[1]
Rifiotis, F.C. 2016. “Egressos” de serviços de acolhimento institucional e políticas públicas: a “reversão figura-fundo”. Revista de Antropologia. 59, 3 (dez. 2016), 214-238. DOI:https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2016.124818.