[1]
F. S. Noelli, “As hipótese sobre o centro de origem e rotas de expansão dos Tupi”, Rev. antropol., vol. 39, nº 2, p. 7-53, dez. 1996.