[1]
N. S. Leal, “Dos zebus e seus clones: valor e pedigree em um mercado de elite”, Rev. antropol., vol. 59, nº 2, p. 07-31, out. 2016.