[1]
S. V. Antunes, “‘Eu tô vivo e isso aqui é minha vida agora’: produção de territórios e condições de existência no cotidiano de uma prisão”, Rev. antropol., vol. 64, nº 1, p. e184480, abr. 2021.