REDES DE INOVAÇÃO E A DIFUSÃO DA TECNOLOGIA SOLAR NO BRASIL

Autores

  • Maria Carolina Conejero Universidade de São Paulo
  • Rogério Cerávolo Calia Universidade de São Paulo
  • Antonio Carlos Aidar Sauaia Universidade de São Paulo

Palavras-chave:

gestão da inovação, sustentabilidade, redes de inovação, difusão tecnológica, energia solar

Resumo

Este estudo tem como objetivo responder ao seguinte problema central de pesquisa: de que forma a gestão de relacionamentos em redes interorganizacionais da Soletrol favoreceu a criação de processos inovativos para o desenvolvimento de aquecedores solares de água como proposta de substituição ao chuveiro elétrico? Trata-se de uma pesquisa descritiva e qualitativa, por meio de um estudo de caso. O profissional-chave da Soletrol foi entrevistado para identificar e descrever as estruturas de relacionamentos interorganizacionais que resultaram em uma contribuição inovativa para a sustentabilidade ambiental. O estudo mostra os impactos ambientais da energia elétrica no Brasil, enfatizando que a redução do uso do chuveiro elétrico pode ajudar a amenizar os problemas na rede de distribuição de energia, causados pela sobrecarga deste sistema nos horários de pico, trazendo uma revisão da literatura acadêmica sobre a inovação tecnológica ambiental e as redes de inovação. Por fim, mostra a importância da gestão de relacionamentos interorganizacionais para o desenvolvimento de um produto sustentável com uso da tecnologia solar no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-06-25

Como Citar

Conejero, M. C., Calia, R. C., & Sauaia, A. C. A. (2015). REDES DE INOVAÇÃO E A DIFUSÃO DA TECNOLOGIA SOLAR NO BRASIL. INMR - Innovation & Management Review, 12(2), 90-109. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/rai/article/view/100334

Edição

Seção

Artigos