Gilberto Freyre e a infância no Brasil patriarcal

Autores

  • Ricardo Peres da Costa Universidade Estadual de Londrina

DOI:

https://doi.org/10.11606/ran.v0i10.123940

Palavras-chave:

Gilberto Freyre, História da Criança, pensamento social brasileiro

Resumo

O artigo apresenta as concepções da infância na obra de Gilberto Freyre e a sua relação com o público e o privado na sociedade patriarcal. A temática escolhida possibilitou observar o intercurso cultural, os equilíbrios, os antagonismos que marcam os escritos freyrianos sobre a organização da sociedade e a formação do Estado brasileiro. Este estudo é descrito em Casa Grande & Senzala e Sobrados e Mucambos de forma secundária, mas pontua o processo infantil das crianças: indígenas, brancas e negras em um momento específico da história nacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ricardo Peres da Costa, Universidade Estadual de Londrina

Licenciado em Filosofia. Mestre e doutorando em Serviço Social e Política Social pela Universidade Estadual de Londrina (UEL)

Downloads

Publicado

2016-12-16

Como Citar

Costa, R. P. da. (2016). Gilberto Freyre e a infância no Brasil patriarcal. Revista Angelus Novus, (10), 41-60. https://doi.org/10.11606/ran.v0i10.123940

Edição

Seção

Dossiê temático: História da Infância e da Juventude