O Código de Menores de 1927, o direito penal do menor e os congressos internacionais

O nascimento da justiça juvenil

Autores

  • Maria Nilvane Zanella Universidade Estadual de Maringá
  • Angela Mara de Barros Lara Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.11606/ran.v0i10.123947

Palavras-chave:

organismos internacionais, justiça juvenil, código de menores, adolescente em conflito com a lei

Resumo

O referido artigo aborda o nascimento da justiça juvenil e das políticas de atendimento do adolescente em conflito com a lei, a partir de um movimento que se iniciou nos Estados Unidos, expandiu-se para a Europa e chegou à América Latina no início do século XX. O estudo demonstra que na ampliação do movimento foi preponderante a organização do Congresso Internacional das Prisões (CIP), organizado pela Liga das Nações, antecessora da Organização das Nações Unidas (ONU), até a sua extinção e os eventos promovidos pela Associação Internacional de Magistrados da Juventude e da Família (IAYFJM). A análise evidencia que as discussões realizadas nos eventos organizados pela IAYFJM e no CIP fundamentaram a elaboração do Código de Menores Mello Mattos de 1927 que foi analisado detalhadamente no corpo do artigo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-12-16

Como Citar

Zanella, M. N., & Lara, A. M. de B. (2016). O Código de Menores de 1927, o direito penal do menor e os congressos internacionais: O nascimento da justiça juvenil. Revista Angelus Novus, (10), 105-128. https://doi.org/10.11606/ran.v0i10.123947

Edição

Seção

Dossiê temático: História da Infância e da Juventude