Considerações sobre a produção de açúcar e a lavoura de mantimentos em São Paulo na virada do século XVIII ao XIX

  • Marco Micheli Universidade de São Paulo
Palavras-chave: economia açucareira, diversificação agrícola, economia colonial, São Paulo, Brasil Colônia

Resumo

O presente texto aborda aspectos da economia da capitania de São Paulo a partir de 1765, ano em que foi restabelecida sua autonomia política e administrativa. Desde então, o cultivo da cana e a produção de açúcar haviam sido introduzidos na capitania, visando ao incremento da economia paulista. São Paulo teve sua produção caracterizada pela diversificação dos gêneros agrícolas, política orientada para o abastecimento das tropas militares e da população regional, mas também para comercializar diretamente com o Reino. Nesse sentido, procuramos dar conta dos desafios que se colocaram no estudo da história econômica de São Paulo, principalmente no que diz respeito à presença da cana-de-açúcar no espaço agrário paulista, marcado por unidades produtoras de variados mantimentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-04-18
Como Citar
Micheli, M. (2019). Considerações sobre a produção de açúcar e a lavoura de mantimentos em São Paulo na virada do século XVIII ao XIX. Angelus Novus, 13(13), 151-167. https://doi.org/10.11606/issn.2179-5487.v13i13p151-167
Seção
Dossiê temático: Império e Colonização