O passado contado pelas Estrelas

astrociência, o cosmo, e a história zoroastrista na corte Samânida

Autores

  • Santiago Colombo Reghin Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-5487.v0i14p49-65

Palavras-chave:

Astrociências Greco-Babilônicas, Zoroastrismo, Corte Samânida

Resumo

O presente artigo investiga um longo processo de formação das astrociências greco-babilônicas e sua difusão (A), isso com o objetivo de ver como o Zoroastrismo tardio integra tal sistema dentro de sua cosmologia (B) para tratar dos embates de seu tempo, envolvidos em uma esfera de diálogo com outras culturas (C). Para tal as principais fontes utilizadas foram o Bundahishn (para B) e o Denkard (para C), esperando com elas e a devida contextualização perceber a complexidade de seu meio de produção, a corte Samânida durante os séculos IX e X.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-07-31

Como Citar

Reghin, S. C. (2019). O passado contado pelas Estrelas: astrociência, o cosmo, e a história zoroastrista na corte Samânida. Revista Angelus Novus, (14), 49-65. https://doi.org/10.11606/issn.2179-5487.v0i14p49-65

Edição

Seção

Artigos