Richard Wagner: a participação do músico no antissemitismo alemão do século XIX (1850-1873)

Autores

  • Rubens de Brito Ferreira Teixeira Mestre em História Social pela Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes)

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-5487.v12i17p172971

Palavras-chave:

Richard Wagner, Século XIX, Campo musical, Alemanha, Antissemitismo

Resumo

O artigo examina o ensaio O judaísmo na música, de Richard Wagner, publicado primeiramente em 1850, cujos focos foram o antissemitismo e os jogos de poder no campo da música de concerto alimentados pela obra. A fim de realizar tal empreendimento, precisou-se situar o músico e seu texto dentro de um campo artístico moderno relativamente autônomo e sua íntima relação com o contexto político da unificação alemã, bem como ao delicado processo de emancipação judaico concomitante ao acirramento do ódio ao Povo Eleito. Portanto, ao ressaltar historicamente a forma e o conteúdo do ensaio, constatou-se que Richard Wagner foi mais um artista e escritor que fez de sua obra uma arma política em defesa da nação alemã e em favor do antissemitismo. Um dos pontos relevantes deste último é que seus concorrentes mencionados no ensaio eram artistas românticos e judeus. Os ataques culturais e políticos aos rivais evidenciaram que os posicionamentos wagnerianos de modo algum foram uniformes ou homogêneos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-02-05

Como Citar

Teixeira, R. de B. F. . (2021). Richard Wagner: a participação do músico no antissemitismo alemão do século XIX (1850-1873). Revista Angelus Novus, 12(17), 172971. https://doi.org/10.11606/issn.2179-5487.v12i17p172971