A utopia do consumo: breve história do varejo de alimentos em Recife

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-5487.v13i18p183380

Palavras-chave:

Alimentação, Consumo, Supermercados, Varejo, Recife

Resumo

Visando discutir a evolução do mercado varejista de alimentos em Recife e compreender sua relação com o consumidor entre meados do século XIX e a década de 1960, o artigo realiza uma revisão bibliográfica de trabalhos acadêmicos e livros sobre o varejo, bem como análise da publicidade de supermercados publicada no Diário de Pernambuco na década de 1950. Tendo por base as ideias de Michel de Certeau, o intuito do texto é entender as formas pelas quais a distribuição de alimentos produzidos no interior de Pernambuco se transformou ao longo do tempo. Esse estudo é feito por meio da análise das primeiras feiras de rua e mercados públicos. Aborda-se ainda como as antigas mercearias surgiram, além dos supermercados, modelo importado dos Estados Unidos e símbolo da nova forma de consumir, divulgada pelos meios de comunicação como eficiente, barata, prática e sobretudo moderna. Para isso, investiga-se a gênese desse tipo de estabelecimento em seu país de origem e de que forma ele alterou os hábitos de consumo dos norte-americanos. Pretende-se, enfim, debater a trajetória dos supermercados e compreender, em parte, as diferenças e semelhanças entre os modelos de autosserviço no varejo de alimentos no Brasil e nos Estados Unidos de 1850 a 1960.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Frederico de Oliveira Toscano, Museu Paulista (USP)

Doutor em História Social pela Universidade de São Paulo (USP) e mestre em História Social do Nordeste pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Pós-doutorando em História da Cultura Material, linha de pesquisa em Cotidiano e Sociedade, no Museu Paulista (USP).

Referências

AMORIM, H. R. de. Entre a mercearia e o supermercado: memórias e práticas comerciais no Portal do Sertão. Dissertação (Mestrado em História Social da Cultura Regional) – Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2011.

BRAUDEL, F. Civilização material, economia e capitalismo: séculos XV‑XVIII. São Paulo, Martins Fontes, 1996.

BRAUDEL, F. “História e ciências Sociais: a longa duração”. Revista de História da USP, v. 30, n. 62,, 1965.

CASCUDO, L. da C. História da alimentação no Brasil. São Paulo: Global, 2004.

CERTEAU, M. de. A invenção do cotidiano: artes de fazer. Petrópolis: Vozes, 1998.

CORREIA, T. de B. Delmiro Gouveia: a construção de um mito. Cadernos de Estudos Sociais, v. 12, n. 1, p. 25‑62, 1996.

CORREIA, T. de B. Pedra: plano e cotidiano operário no Sertão. Campinas: Papirus, 1998.

COSTA, P. da. Anais pernambucanos. Recife, Fundarpe, 1987.

Diário de Pernambuco, década de 1950.

DOUGLAS, M.; ISHERWOOD, B. O Mundo dos bens: para uma antropologia do consumo. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2009.

FREYRE, G. Guia prático, histórico e sentimental da cidade do Recife. Recife: Fundação Gilberto Freyre, 2005.

FREYRE, G. Ingleses no Brasil: aspectos da influência britânica sobre a vida, a paisagem e a cultura do Brasil. Rio de Janeiro: José Olympio, 1977.

GUSMÃO, F. de. Fernanda Dias: uma vida para construir uma marca. Recife: CEPE, 2017.

HÉLIO, M. João Carlos Paes Mendonça: vida, ideias e negócios. São Paulo: Ática, 2004.

KNOKE, W. O supermercado no Brasil e nos Estados Unidos: confrontos e contrastes. Revista Administração de Empresas, v. 3, n. 9, 1963.

LEMIRE, B. Global Trade and the Transformation of Consumer Cultures: The Material World Remade, c. 1500-1820. Cambridge: Cambridge University Press, 2018.

LINS, M. Mercados do Recife. Recife: Edição do Autor, 2007.

MAYNARD, D. C. S. “O ‘Modernizador dos Sertões’: intelectuais brasileiros e as memórias de Delmiro Gouveia”. Mester, v. 36, n. 1, 2007.

OLIVEIRA, M. F. Cultura de consumo e indústria na São Paulo da Belle Époque (1890‑1915). História Econômica & História de Empresas, v. 17, n. 1, 2014.

SILVA FILHO, A. L. M. Na senda do moderno: Fortaleza, paisagem e técnica nos anos [19]40. São Paulo: Dissertação (Mestrado em História) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2000.

SMITH, A. F. Eating history: 30 Points Turning Points in the Making of American Cuisine. New York: Columbia University Press, 2009.

The Columbian Gallery: A Portfolio of Photographs from the World’s Fair. Chicago: The Jones Bros. Pub. Co., 1893.

TOSCANO. F. de O. À francesa: a Belle Époque do comer e do beber no Recife. Recife: Cepe, 2014.

VAROTTO, L. F. “História do varejo”. Revista GV-executivo, v. 5, n. 1, 2006.

WRIGHT, M. R. The New Brazil, Its Resources and Attractions: Historical, Descriptive and Industrial. Philadelphia: George Barrie & Son, 1901.

Downloads

Publicado

2022-06-04

Como Citar

Toscano, F. de O. (2022). A utopia do consumo: breve história do varejo de alimentos em Recife. Revista Angelus Novus, 13(18), 183380. https://doi.org/10.11606/issn.2179-5487.v13i18p183380