Por uma história social dos trabalhadores do mar: questões lançadas às listas de matrículas de tripulações mercantes em Portugal e seus domínios (1807-1808)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-5487.v12i17p184671

Palavras-chave:

História social, Trabalhadores do mar, Marinha mercante portuguesa, Século XIX, Listas de matrícula

Resumo

Em uma publicação recente, transcrevemos um conjunto significativo de listas de matrículas da marinha mercante lusa para os anos de 1807 e 1808, documentação sob a custódia do Arquivo Nacional da Torre do Tombo. Além da transcrição, o artigo apresentou a fonte e suas potencialidades e elencou diversas indagações que, na perspectiva da história social, podem ter respostas ensaiadas a partir da consulta a essas fontes seriais. Nossa intenção, agora, é apresentar algumas reflexões que permitam avançar na resposta a essas mesmas questões, como por quê os estudos sobre a demografia de Portugal no século XVIII estão atrelados ao contingente de trabalhadores marítimos ofertado ao mar no período de nosso recorte, entre outras possibilidades apresentadas pela fonte.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BERTUCCI-MARTINS, L. M. “Entre doutores e para os leigos: fragmentos do discurso médico na influenza de 1918”. História, Ciências, Saúde-Manguinhos, v. 12, n. 1, p. 143-157, 2005.

BERTUCCI-MARTINS, L. M. Influenza, a medicina enferma: ciência e práticas de cura na época da gripe espanhola em São Paulo. Tese (Doutorado) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2002.

BLUTEAU, R. Vocabulario portuguez & latino: aulico, anatomico, architectonico… (8 v.). Coimbra: Collegio das Artes da Companhia de Jesus, 1712-1728.

CARVALHO, D. M. de. “Doenças dos escravizados, doenças africanas?” PORTO, A. (Org.). Doenças e escravidão: sistema de saúde e práticas terapêuticas. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2007.

GOULART, A. da C. Revisitando a espanhola: a gripe pandêmica de 1918 no Rio de Janeiro. História, Ciências, Saúde, v. 12, n. 1, p. 101-142, 2005.

LIMA, C. C. R. de. “Proteger para não perder: as medidas da Coroa portuguesa em relação à entrada de estrangeiros no Brasil colonial”. Revista Espaço Acadêmico, v. 11, n. 122, 2011.

MONTEIRO, N. G. “Os nomes de família em Portugal: uma breve perspectiva histórica”. Etnográfica, v. 12, n. 1, 2008. p. 47.

PINA-CABRAL, J. “Outros nomes, histórias cruzadas: apresentando o debate”. Etnográfica, v. 12, n. 1, 2008.

RODRIGUES, J. et al. “Matrículas de tripulações mercantes em Portugal em 1807-1808 como fontes para o trabalho do historiador”. Revista de Fontes, v. 7, n. 12, p. 179-455, 2020.

RODRIGUES, J. “Marítimo de profissão: as matrículas de marinheiros e a história marítima de Portugal e seus domínios nos séculos XVIII e XIX”. Almanack, n. 21, 2019.

RODRIGUES, J. “Reflexões sobre tráfico de africanos, doenças e relações raciais”. Revista História & Perspectivas, v. 25, n. 47, p. 15-34, 2013.

ROWLAND, R. “Práticas de nomeação em Portugal durante a Época Moderna: ensaio de aproximação”. Etnográfica, v. 12, n. 1, 2008.

SÁ, I. dos G. “As crianças e as idades da vida”. MONTEIRO, N. G. (Org.). História da vida privada em Portugal: a Idade Moderna. Lisboa: Círculo de Leitores, 2011. p. 73-95.

SANTOS, R. A. dos. “O carnaval, a peste e a ‘espanhola’”. História, Ciência e Saúde-Manguinhos, v. 13, n. 1, p. 129-158, 2006.

SCOTT, A. S. V. “Aproximando a metrópole da colônia: família, concubinato e ilegitimidade no noroeste Português (século XVIII e XIX). Anais do XIII Encontro Nacional de Estudos Populacionais, 2002.

VAILATI, L. L. A morte menina: infância e morte infantil no Brasil dos oitocentos (Rio de Janeiro e São Paulo). São Paulo: Alameda, 2010.

Downloads

Publicado

2021-10-01

Como Citar

Ferreira, I. R., Rodrigues, J., Costa, B. R. S., Oliveira, B. A. de, Paulini, B. B., Pilon, B. M., Sousa, D. G. L. de, Somensari, D. de S. ., Banin Júnior, F. R., Neves, F. D., Santos, G. A. ., Carmona, J. dos S., Cavalcante, J. ., Charleaux, L. A. ., Silva, M. P. G. da, Silva, T. R. L. da, & Ribeiro, V. (2021). Por uma história social dos trabalhadores do mar: questões lançadas às listas de matrículas de tripulações mercantes em Portugal e seus domínios (1807-1808). Revista Angelus Novus, 12(17), 184671. https://doi.org/10.11606/issn.2179-5487.v12i17p184671