A exacerbação do papel do especialista na educação brasileira

um percurso histórico

Autores

  • Kelly Cristina Brandão da Silva Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/ran.v0i1.88835

Palavras-chave:

Educação Especial, Educação Inclusiva, especialista

Resumo

A história da Educação Especial no Brasil é marcada pela presença do especialista. Desde as primeiras iniciativas em instituições especializadas – ainda no século XIX – até a implementação da Educação Inclusiva – a partir da influência da Declaração de Salamanca, em 1994 – percebe-se a presença e a valorização do saber técnico. A partir de uma perspectiva histórica não evolutiva, o presente artigo pretende destacar alguns momentos da educação especial no Brasil, a fim de refletir sobre o papel preponderante do especialista e suas possíveis ressonâncias na atual política de educação inclusiva, que tem se apresentado como uma mudança de paradigma no sistema educacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kelly Cristina Brandão da Silva, Universidade de São Paulo

Psicanalista, mestranda em Educação pela FEUSP, especialista pelo IPUSP-Lugar de Vida, membro do LEPSI -IP/FEUSP (Laboratório de Estudos e Pesquisas Psicanalíticas e Educacionais sobre a Infância), docente e supervisora clínica da Universidade Metodista de São Paulo, no curso de Psicologia.

Downloads

Publicado

2010-08-24

Como Citar

Silva, K. C. B. da. (2010). A exacerbação do papel do especialista na educação brasileira: um percurso histórico. Revista Angelus Novus, (1), 163-189. https://doi.org/10.11606/ran.v0i1.88835