Conhecer o inimigo é preciso

o Serviço Nacional de Informações e a comunidade de informações na ditadura militar brasileira

Autores

  • Daniel Trevisan Samways Universidade Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.11606/ran.v0i5.88875

Palavras-chave:

Ditadura Militar, Espionagem, Repressão, Informações

Resumo

O presente artigo analisa o surgimento do Serviço Nacional de Informações (SNI), criado em 1964 durante a ditadura militar brasileira, bem como da comunidade de informações. O Serviço Nacional de Informações em mais de vinte anos de existência, espionou a vida de milhares de cidadãos, suspeitos de subversão. Essa comunidade de informações, da qual participavam vários órgãos de informações, como do Exército, Aeronáutica, Marinha e polícias civis, militares e federais e coordenada pelo SNI, produziu dados sobre a atuação desses subversivos, dando sustentação para as forças repressivas. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-04-03

Como Citar

Trevisan Samways, D. (2014). Conhecer o inimigo é preciso: o Serviço Nacional de Informações e a comunidade de informações na ditadura militar brasileira. Revista Angelus Novus, (5), 83 - 102. https://doi.org/10.11606/ran.v0i5.88875