À sombra da "última ruína"

regalismo e gestão material na Província de Nossa Senhora do Carmo do Rio de Janeiro

Autores

  • Leandro Ferreira Lima da Silva Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/ran.v0i6.88885

Palavras-chave:

Regalismo, Iluminismo, Igreja Colonial, Carmelitas, Ordens Religiosas

Resumo

Ao longo da segunda metade do século XVIII, sob a batuta do Marquês de Pombal e seus canonistas, Portugal assistiu à exacerbação de uma política regalista que visava à afirmação do poder régio perante Roma e a Igreja em seu Império, bem como o enquadramento desta aos desígnios estatais. Dotadas de privilégios, mantenedoras de estreitos laços com a Santa Sé, consideradas drenos de fator humano para os claustros e de riquezas que deveriam render ao Estado e ao bem comum, as ordens religiosas receberam atenção especial do regalismo ilustrado setecentista. Se a abundância material daquelas corporações constituiu-se ponto sensível à mentalidade regalista, o excesso de dívidas por elas ostentadas não deixou de merecer atenção dos estadistas pombalinos e pós-pombalinos. Ponto obscuro na historiografia nacional, no presente artigo são analisadas, de um lado, as ideias e a legislação de combate ao endividamento do clero regular no Império Português àquele momento e, de outro, sob um viés eminentemente empírico, as tentativas concretas – ora frutadas, ora bem sucedidas – de saneamento financeiro dos conventos da Província do Carmo do Rio de Janeiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leandro Ferreira Lima da Silva, Universidade de São Paulo

Mestre em História Social pela Universidade de São Paulo (USP) e graduado em História pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), com pesquisa focada no regalismo português durante o Antigo Regime e o período colonial, especialmente no que tange às ordens religiosas e ao episcopado da América Portuguesa.

Downloads

Publicado

2014-09-12

Como Citar

Silva, L. F. L. da. (2014). À sombra da "última ruína": regalismo e gestão material na Província de Nossa Senhora do Carmo do Rio de Janeiro. Revista Angelus Novus, (6), 143-162. https://doi.org/10.11606/ran.v0i6.88885

Edição

Seção

Dossiê temático: Perspectivas sobre o Império Português (séculos XVI-XVIII)